30 setembro 2008

Cardeal Bertone: «política tem necessidade do cristianismo»

Interveio na apresentação do último número da revista «Aspenia»

ROMA, terça-feira, 30 de setembro de 2008 (ZENIT.org).- «A política tem necessidade do cristianismo» na hora de responder aos desafios da globalização, pois ele sintetiza em si mesmo a razão, a fé e a vida, encarnando assim um forte anseio universal, afirmou hoje o cardeal Tarcisio Bertone, no encontro sobre «O século das crenças», por ocasião da apresentação do último número da revista «Aspenia», jornal trimestral de política internacional do Aspen Institute Italia.

Abordando a questão da relação entre política e religião na era global, o cardeal afirmou que nos diversos trabalhos recolhidos na revista, ele detectava «uma certa convergência sobre o fato de que, na era da globalização, a política e o mercado não são tudo: são um meio, mas não um fim». [Qual seria o fim?]

«Nunca estive de acordo com quem sustenta que a política é inútil porque promete construir pontes inclusive por onde o rio não passa. Estou convencido, ao contrário, de que a política é necessária, mas creio que, para comunicar valores autênticos, ela tem de respeitar a ‘ponte’ que une cada um destes valores a Deus», explicou.

«No desempenho dos diferentes papéis, a política tem necessidade da religião; ao contrário, quando Deus é ignorado, a capacidade de respeitar o direito e de reconhecer o bem comum começa a desvanecer-se», acrescentou.

Isso confirma, precisou, «o trágico final de todas as ideologias políticas e me parece que confirma também a atual crise financeira» que sacudiu os Estados Unidos, onde, após a rejeição do plano de recuperação proposto pela administração Bush, provocou uma brusca queda de Wall Street, que registrou uma das maiores perdas de sua história.

«Onde se busca apenas o projeto próprio, a curto prazo e quase identificando-o com o bem, acaba-se por anular o próprio proveito», comentou o cardeal Bertone.

«Existe certamente uma ‘ética leiga’, como se diz frequentemente; ou seja, não inspirada pela transcendência. Esta merece atenção e respeito, e com freqüência contribui para o bem comum», explicou o purpurado; contudo, ao não inspirar-se na transcendência, corre o risco de acabar «sendo exposta cada vez mais às fragilidades humanas e à dúvida».

Por este motivo, acrescentou, «apesar de que em nossa época se proclamem com particular solenidade os direitos invioláveis da pessoa, a estas nobres proclamações se contrapõe com freqüência, nos fatos, sua trágica negação».

Também, «nas atuais sociedades multiétnicas e multiconfissionais, a religião constitui um importante fator de coesão entre os membros, e a religião cristã em particular, com seu universalismo, convida ao diálogo, à abertura e à colaboração harmônica». Nada a ver com o «ópio do povo», segundo o cardeal.

Segundo Bertone, «para dirigir a globalização, a política não precisa apenas de uma ética inspirada na religião, mas sim que essa religião seja racional. Também por isso, a política precisa do cristianismo».

«A força que transformou o cristianismo em uma religião mundial consiste exatamente em sua síntese entre razão, fé e vida – explicou. Esta combinação, tão potente que torna verdadeira a religião que a manifesta, é também a que pode permitir que a verdade do cristianismo resplandeça no mundo globalizado e no processo de mundialização.»

Ao mesmo tempo, prosseguiu Bertone, o cristianismo «não se contenta em mostrar a parte do rosto que Deus inclinou para o Ocidente, pois em sua essência é mundial e, portanto, responde perfeitamente às dinâmicas do mundo globalizado de hoje».

A fé cristã, portanto, «não é uma espécie de suplemento do Ocidente, talvez um pouco superado, mas um tesouro para o mundo presente e um investimento para o futuro», afirmou o cardeal.
Por isso, o purpurado sublinhou que é «plenamente legítimo» que os cristãos «participem do debate público. Do contrário, os temas e razões teístas e religiosos não poderiam ser evocados publicamente em uma sociedade democrática e liberal, enquanto que poderiam sê-lo os temas racionalistas e seculares, com uma clara violação do princípio de igualdade e reciprocidade que está na base do conceito de justiça política».

«O cristianismo promove valores que não deveriam ser etiquetados como ‘católicos’ e, portanto, ‘parciais’, aceitáveis apenas para quem compartilha esta fé», apontou, porque «a verdade desses valores está em sua correspondência com a natureza do homem e portanto, com sua verdade e dignidade».

Em conseqüência, acrescentou, «quem os sustenta não busca estabelecer um regime confessional, mas simplesmente é consciente de que a legalidade encontra sua raiz última na moralidade, e que esta, para ser plenamente humana, não pode deixar de respeitar a mensagem procedente da natureza da pessoa, porque nela está inscrito também seu ‘dever ser’».

Daí se deriva o caráter «não-negociável» de seus princípios, que «não depende da Igreja nem de sua suposta intransigência, ou pior, de seu fechamento mental diante da modernidade», mas «da própria natureza humana, na qual se baseiam esses princípios».

À luz disso, a freqüência das intervenções da Igreja na defesa dos «valores não-negociáveis», acrescenta o cardeal, «não deve ser interpretada como uma ingerência indevida em um âmbito que não lhe é próprio», mas como «uma ajuda para fazer crescer uma consciência reta e iluminada, e por isso mesmo, mais livre e responsável».

«A Igreja não busca nem o aplauso nem a popularidade, porque Cristo a envia ao mundo ‘para servir’ e não ‘para ser servida’; não quer ‘ganhar a toda custa’, mas convencer, ou pelo menos ‘alertar’ os fiéis e todas as pessoas de boa vontade sobre os riscos que o homem corre quando se afasta da verdade sobre si mesmo», concluiu.

Fonte Zenit

Nota: É evidente que a Igreja Católica está entrando no mundo da política. Novamemte a Igreja e o Estado estarão juntos, assim funcionará a Nova Ordem Mundial. A Igreja Católica acusa os EUA de que a grande culpa da crise financeira e dos problemas mundiais é o afastamento da nação dos princípios de Deus, por que não dizer dos princípios católicos, desta forma, brevemente veremos estes princípios ganharem forma de lei.

26 setembro 2008

Em alta, Lula 'decreta' fim da era neoliberal

Bruno Garcez Enviado especial da BBC Brasil a Nova York

O presidente Lula deu palpites na campanha americana

Depois de ter acusado os países ricos de praticarem ''populismo nacionalista'' e de ter dito que o sistema financeiro mundial investiu em uma ''jogatina'' que resultou na atual turbulência econômica, Lula se despediu de Nova York e de sua temporada na Assembléia Geral da ONU, ''decretando'' o fim da era neoliberal.

Ao longo de sua estadia em Nova York, encerrada na quarta-feira, o presidente deu declarações que demonstraram a segurança de alguém cuja popularidade alcançou a marca recorde de 77,7% - de acordo com pesquisa do Instituto Sensus- e a confiança de um líder cujo país não foi fortemente atingido pelas mazelas econômicas que vêm assolando os Estados Unidos.

Lula disse acreditar que o período neoliberal ''está encerrado porque (a crise) demonstra que também no sistema financeiro é preciso ter seriedade, é preciso ter ética, não é apenas o cidadão comum que tem que ser ético''.

Os puxões de orelhas do líder brasileiro ao longo de sua estadia de três dias não se limitaram ao sistema financeiro. Lula também desferiu golpes contra os Estados Unidos e o presidente George W. Bush e ainda deu palpites na campanha eleitoral americana.

''O ideal é que os dois candidatos pudessem assinar uma carta ao povo americano, como a que eu assinei ao povo brasileiro em 2002, assumindo um compromisso para dar tranqüilidade ao povo americano e tranqüilidade para o mundo como um todo'', afirmou.

O presidente também procurou colocar o Brasil em um papel de protagonista no contexto internacional, capaz de exigir dos organismos multinacionais propostas para contornar a atual crise financeira.

''Eu cobrei do G8, cobrei do FMI e do Banco Mundial que estava na hora de eles se manifestarem, porque quando é um país pequeno que tem crise, todos eles dão palpite. Quando é a maior economia do mundo que entra em colapso, a gente não vê nenhum palpite deles.''

O último evento de Lula em Nova York foi uma reunião sobre a crise financeira mundial da qual participou como único representante da América Latina, ao lado de líderes como o primeiro-ministro britânico, Gordon Brown, e o premiê espanhol, José Luiz Rodríguez Zapatero.

"EUA vão perder o seu estatuto de grande potência do sistema financeiro internacional"

O ministro das Finanças alemão, Peer Steinbrück, afirmou que a actual crise vai levar os EUA a perder o estatuto de grande potência e a fazer com que o mundo não volte a ser o mesmo .

O ministro das Finanças alemão, Peer Steinbrück, afirmou que a actual crise vai levar os EUA a perder o estatuto de “grande potência” e a fazer com que o “mundo não volte a ser o mesmo”.

Os EUA “vão perder o seu estatuto de grande potência do sistema financeiro internacional” como consequência da grave crise que afecta os mercados internacionais, afirmou Peer Steinbrück no início de uma declaração do Governo perante o Parlamento alemão, de acordo com o jornal espanhol “El País”.

O ministro acrescentou ainda que perante as actuais condições, “o mundo não voltará a ser igual ao que era antes da crise”.

No seu discurso que antecedeu o debate que tinha como objectivo informar sobre a crise financeira, as suas consequências e as soluções, Steinbrück afirmou que “até agora a gestão internacional para a crise tem funcionado” não se tendo ainda verificado o “temido colapso”.

Sobre a economia alemã, a maior da Zona Euro, o ministro referiu que inevitavelmente “a nossa economia real vai sofrer” devido à actual crise, o que terá efeitos no crescimento, que vai diminuir, e no desemprego, que vai aumentar.

Fonte Jornal de Negócios

Nota: "Quando nossa nação [Estados Unidos], em suas assembléias legislativas, promulgar leis que restrinjam a consciência das pessoas quanto ao seus privilégios religiosos, impondo a observância do domingo e exercendo poder opressor contra os que guardam o sábado do sétimo dia, a lei dePág. 134Deus será, para todos os efeitos, invalidada em nosso país, e a apostasia nacional será seguida de ruína nacional". The Seventh-day Adventist Bible Commentary, vol. 7, pág. 977.

Assembléia/ONU: Demanda vice-presidente cubano nova ordem mundial

HAVANA, Cuba, 24 set (ACN) José Ramón Machado Ventura, primeiro vice-presidente cubano, demandou uma nova ordem internacional mais justa e eqüitativa, durante seu discurso, pronunciado na quarta-feira no 63º período de sessões da Assembléia Geral da ONU, que se celebra em Nova Iorque.

Depois de felicitar o nicaragüense Miguel d’Escoto por sua eleição como cabeça da Assembléia, Machado Ventura significou que se vive um momento decisivo na história da Humanidade, já que as ameaças que pendem sobre o mundo atentam contra a existência da espécie humana.
Destacou que a promoção da paz, a solidariedade, da justiça social e o desenvolvimento sustentável é o único caminho para assegurar o futuro.

A ordem internacional vigente, injusta e insustentável, deve ser substituída por um sistema verdadeiramente democrático e eqüitativo, disse.

O vice-preside salientou ainda que o novo ordenamento mundial deve se fundamentar no respeito ao direito internacional e em princípios de solidariedade e justiça, para pôr fim às desigualdades e à exclusão às que foram condenadas as amplas maiorias da população do planeta.
Depois de afirmar que não existem alternativas, assinalou que devem assumir suas responsabilidades, justamente, os responsáveis desse estado de coisas: os países industrializados, em particular a única Superpotência (os Estados Unidos).

Não se pode seguir dilapidando fabulosas fortunas, enquanto milhões de seres humanos padecem fome, morrem de doenças curáveis.

Machado Ventura manifestou que não é possível seguir contaminando o ar, envenenando os mares, pois destrói as condições de vida para as gerações futuras.

Nem os povos, nem o próprio planeta o permitirão, sem grandes convulsões sociais e gravíssimos desastres naturais, precisou.

Denunciou como as mais graves ameaças à paz e segurança internacional as guerras de conquista, a agressão e ocupação ilegal de países, a intervenção militar e o bombardeio a civis inocentes, o armamentismo, o saque e a usurpação de recursos naturais do Terceiro Mundo, e a ofensiva imperial para vergar a resistência dos povos.

Mais adiante, Machado acrescentou que conceitos como limitação de soberania, guerra preventiva ou mudança de regime são expressão da pretensão de mutilar a independência de nossos países.

Sublinhou que o suposto combate ao terrorismo ou a pretendida promoção das liberdades servem de pretexto à agressão e à ocupação militar, à tortura, a detenção arbitrária e a negação da livre determinação dos povos.

Há injustos bloqueios e sanções impostas unilateralmente, denunciou o vice cubano, que também fustigou a imposição de modelos políticos, econômicos e sociais, que facilitam a dominação imperial em franco desprezo à história, culturas e vontade soberana dos povos.

Significou que os Países Não-Alinhados estão pagando o custo da irracionalidade e da especulação de uma poucas nações desenvolvidas do Norte.

Fonte Cuba Notícias

Nota: O desejo por uma reorganização no mundo é da parte de todos, o grande problema é como isso irá acontecer. Aqueles que estão acompanhando de perto os acontecimento proféticos já podem deslumbrar o fim de todas as coisas.

25 setembro 2008

Unidade dos cristãos: simpósio internacional sobre santidade e martírio

Organizado pelo Conselho Ecumênico das Igrejas no mosteiro italiano de Bose

ROMA, quarta-feira, 24 de setembro de 2008 (ZENIT.org).- Um simpósio internacional se centrará na santidade e no martírio como fontes de unidade entre os cristãos. Nele, uma série de especialistas internacionais analisará como a vida exemplar dos cristãos pode contribuir para a união das Igrejas.

O Simpósio está organizado pela comissão «Fé e Constituição», do Conselho Ecumênico das Igrejas (WCC), e acontecerá entre 29 de outubro e 2 de novembro, no mosteiro italiano de Bose.

«Na história da Igreja, os homens e as mulheres que levaram uma vida cristã exemplar enriqueceram consideravelmente o patrimônio do movimento ecumênico», sublinha Tâmara Grdzelidze, responsável de programação da Comissão Fé e Constituição.

Cerca de 80 teólogos e responsáveis ortodoxos, católicos, protestantes e pentecostais participarão do simpósio e avaliarão «em que medida a memória comum das testemunhas da fé pode contribuir para a realização de uma espiritualidade ecumênica».

Entre os especialistas, intervirão Mary Tanner, presidente para a Europa do Conselho Ecumênico das Igrejas, e o arcebispo de Cantorbery, Rowan Williams, que fará chegar um discurso, ainda que não possa ir pessoalmente.


«O simpósio quer manifestar a riqueza da santidade e do martírio, valorizados nas diferentes tradições e contextos cristãos, e como pode ajudar a conscientizar e contribuir para a reconciliação e compreensão mútua», acrescenta Grdzelidze.

Neste contexto, haverá uma comemoração ecumênica destas testemunhas da fé no sábado, 1º de novembro, festa de Todos os Santos para a tradição cristã ocidental.

Os organizadores recordam também o gesto de João Paulo II, em 17 de maio de 2000, no Coliseu de Roma, dentro dos atos do Grande Jubileu, de celebrar os mártires do século XX de todas as confissões cristãs.

Fonte Zenit.org

Nota: Na realidade todos estão em busca de união para combater as crises globais, nesse objetivo vale apelar para todos pretextos para que, de alguma forma, possam convencer a quantos puderem. A religião sempre serviu como forma para vencer as crises políticas e sociais, e precisamente neste tempo, onde as maiores crises avançam sobre o mundo, a religião é novamente ponto de união. O que será daqueles que suas doutrinas não poderão ser aceitas pela maioria?

24 setembro 2008

11 de Setembro foi armação

Mais uma evidência: 11/9 foi uma armação

O cineasta e ativista político Aaron Russo (foto) revela nessa entrevista a Alex Jones: o 11 de Setembro foi uma armação.

Clique aqui e assista ao vídeo

Pesquisa Minuto Profético

Por Favor, leia Este Artigo

Água, Fogo e Óleo

Introdução

Sonho com o dia em que o Espírito Santo será derramado na vida dos fiéis, pois o Espírito Santo é a única esperança para a Igreja Adventista se reerguer como os ossos secos no vale da visão de Ezequiel 37.

“Um reavivamento da verdadeira piedade entre nós, eis a maior e a mais urgente de todas as nossas necessidades. Buscá-lo, deve ser a nossa primeira ocupação. Importa haver diligente esforço para obter a bênção do Senhor, não porque Deus não esteja disposto a outorgá-la, mas porque nos encontramos carecidos de preparo para recebê-la. Nosso Pai celeste está mais disposto a dar Seu Espírito Santo àqueles que Lho peçam, do que pais terrenos o estão a dar boas dádivas a seus filhos. Compete-nos, porém, mediante confissão, humilhação, arrependimento e fervorosa oração, cumprir as condições estipuladas por Deus em Sua promessa para conceder-nos Sua bênção”. E recebereis poder, pág. 283.

1ª Parte – Nossa real situação

Diante da condição atual da igreja é essencial a presença do Espírito Santo.

Poderia deixar te tocar neste assunto, mas não posso, principalmente quando me lembro do diálogo de Cristo com a mulher samaritana: “Vai e chama teu marido” – Cristo disse – “Não tenho marido” – A mulher respondeu – “Bem dissestes: não tenho marido. Pois já tivestes cinco e agora o que tu tens não é teu” – Cristo disse. João 4:16-18.

Jesus queria salvar aquela alma, mas ele sabia que para realizar essa salvação, precisava curar a ferida deixada pelo pecado, por isso ele tocou na ferida. Qualquer ferida para ser sarada, precisa ser tocada.

A Igreja está ferida de adultério, prostituição, pornografia, intemperança (Comem e bebem coisas prejudiciais à saúde), brigas, ódios, mexericos, críticas, invejas, divórcios, estilos de música inadequada, namoros com infiéis, roubos, idolatria, desrespeito para com o sábado e muito mais.
Não podemos mais ficar nos escondendo diante de tantos pecados que acontecem em nosso meio, precisamos atacar o pecado e proteger o pecador.

Para tanto precisamos do Espírito e Poder que existiu em Elias.

“Os que devem preparar o caminho para a segunda vinda de Cristo, são representados pelo fiel Elias, assim como João veio no espírito de Elias, a fim de preparar o caminho para o primeiro advento de Cristo. O grande assunto da reforma deve ser agitado, e a mente do público deve ser estimulada. Temperança em todas as coisas deve estar associada com a mensagem, a fim de fazer voltar o povo de Deus de sua idolatria, glutonaria e extravagância no vestir e em outras coisas”. Conselho Sobre o Regime Alimentar, Pág. 71.

“Há necessidade hoje da voz de severa repreensão, pois graves pecados têm separado de Deus o povo. A infidelidade está depressa tornando-se moda. "Não queremos que Este reine sobre nós" (Luc. 19:14), é a linguagem de milhares. Os sermões macios tão freqüentemente pregados não deixam impressão duradoura; a trombeta não dá um sonido certo. Os homens não são atingidos no coração pelas claras, cortantes verdades da Palavra de Deus. Há muitos professos cristãos que, se expressassem seus reais sentimentos, diriam: Que necessidade há de falar tão claramente? Seria o mesmo que perguntar: Que necessidade havia de João Batista dizer aos fariseus: "Raça de víboras, quem vos ensinou a fugir da ira que está para vir?" Luc. 3:7. Que necessidade tinha ele de provocar a ira de Herodias dizendo a Herodes que não lhe era lícito possuir a mulher de seu irmão? O precursor de Cristo perdeu a vida por falar claramente. Por que não podia ele ter prosseguido sem incorrer no desprazer dos que estavam vivendo em pecado? Assim homens que deviam permanecer como fiéis guardiões da lei de Deus têm argumentado, a ponto de a astúcia tomar o lugar da fidelidade, e o pecado ser deixado sem reprovação. Quando será a voz da fiel reprovação ouvida uma vez mais na igreja?” Profetas e Reis, pág. 141, 142. Leiam todo o Capitulo “A Voz de Severa Repreensão” em Profetas e Reis.
Devemos demonstrar amor aos pecadores, mas precisamos odiar o pecado. Jamais poderemos aceitar aquilo que é oferecido por Satanás.

Creio que esta Igreja (Adventista do Sétimo Dia) é a Igreja de Deus. Creio que jamais surgirá outra para ser colocada em seu lugar. Creio que fraca e defeituosa como possa parecer é o único instrumento do amor de Deus nesta Terra, mas também creio que a Igreja está precisando de uma reforma e reavivamento urgente.

2ª Parte - Água

Precisamos sentir sede pelo Reavivamento.

Leroy Edwin Froom comparou bem a sede física com a sede espiritual:

“O soldado ferido no campo de batalha não clama pelo alívio da dor, mas por água, água. O marinheiro tangido pela tempestade, depois de passar dias no seu salva-vidas, não implora comida, mas água, água. O clamor do mártir ao morrer lentamente, não é pelo alívio de sua angústia, mas por água, água. O próprio Cristo exclamou na cruz: ‘Tenho sede’”...

“Nenhuma linguagem pode retratar, nem a imaginação conceber, o desamparo de um homem sem um Salvador. O clamor do coração ferido pelo pecado é por esta água aqui oferecida, a única que pode mitigar a sede da alma. Mas quantas e quantas vezes esse grito de cansaço e angústia é abafado por mil e um artifícios calmantes que tão-somente agravam o problema.” A Vinda do Consolador, pág. 242.

Precisamos entender a real situação em que vivemos. Não quero condenar ninguém, quero apenas abrir os olhos daqueles que desejam enxergar. Precisamos entender que os nossos pecados são prova de que estamos longe de Deus.

Enquanto acharmos que poderemos viver neste mundo sem receber da “água da vida” iremos está apenas enganando a nós mesmos, pior, jamais a receberemos.

Davi quando cometeu adultério pediu: “Lava-me, completamente, da minha iniqüidade, e purifica-me do meu pecado”. Esse deve ser o nosso clamor: “Lava-nos Senhor”! Mas precisamos entender uma coisa: jamais poderemos clamar ao Senhor para nos lavar sem primeiro termos a consciência de estarmos sujos.

Davi era o homem segundo o coração de Deus. Você não quer ser um homem e uma mulher segundo o coração de Deus? Então aprenda com Davi.

Todos nós conhecemos a história de Davi e Betseba. Quando adulteraram o profeta Natã foi repreender Davi e ele não relutou, nem tentou desculpar seus erros, não tentou justificar que ela o havia tentando ao tomar banho nua perto do palácio (II Samuel 11:1-3). Não! Ele não fez isso. Ele simplesmente disse: “Pequei contra o Senhor”. II Samuel 13:13. Este é o homem segundo o coração de Deus. Um homem que não tenta desculpar seus erros. Um homem que aceita ser repreendido e busca o perdão. Um homem que, mesmo sendo rei, aceita a repreensão de um simples homem. Um homem que reconhece sua fragilidade e pecado diante da santidade de Deus. É deste tipo de homem que Deus deseja levar para o céu.

O único que pode nos lavar inteiramente é Cristo. Precisamos dele diariamente. Precisamos cair aos seus pés como pecadores sujos, imundos e clamarmos por sua misericórdia. Não podemos mais continuar desta maneira. Estamos vivendo um cristianismo barato, sem vida, sem poder. Estamos nos conformando com o mundo e suas sugestões para a igreja.

Alguém pode pensar: “A situação da igreja não é tão ruim assim”. Meu amigo, enquanto pensarmos assim estaremos vivendo como o fariseu da parábola em Lucas 18:10-14. Não podemos ser como o fariseu, hipócrita, precisamos ser como o simples pecador que foi com humildade aos pés de Cristo.

O fato de acharmos que está tudo bem só corrobora a tese de que estamos longe de Deus.

Isaías ao ver Deus em Seu trono exclamou: “Ai de mim, que vou perecendo! porque eu sou um homem de lábios impuros, e habito no meio de um povo de impuros lábios: e os meus olhos viram o rei, o Senhor dos Exércitos”! Isaías 6:5. Quanto mais perto de Deus estivermos, mais sujos nós iremos nos sentir, e acontece o contrário quando estamos longe.

Ao ficarmos pensando que estamos salvos, que tudo está bem com a igreja, demonstra um sentimento que é um dos mais significativos sintomas de nossa nudez espiritual. Vejam o exemplo de Pedro quando disse: “Mesmo que todos te abandonem, eu não te abandonarei”. Em outras palavras Pedro queria dizer: “Eu estou firme Senhor, creio em Ti, sei que És filho de Deus, eu jamais te deixarei, permanecerei firme e serei salvo”. Logo depois desta declaração Pedro negou a Cristo três vezes.

A Testemunha fiel e verdadeira diz: “Como dizes: Rico sou, e estou enriquecido, e de nada tenho falta”, este é o sentimento da igreja, tudo está bem, estamos tranqüilo, somos o povo da promessa. Mas a cortante realidade pronunciada por Cristo nos atinge qual golpe ao peito: “e não sabes que és um desgraçado, e miserável, e pobre, e cego, e nu”. Apocalipse 3:17

Este tipo de mensagem fere a igreja, pois toca na ferida. Ellen White previu isso:

“Perguntei a significação da sacudidura que eu vira, e foi-me mostrado que era determinada pelo testemunho direto contido no conselho da Testemunha verdadeira à igreja de Laodicéia. Isto produzirá efeito no coração daquele que o receber, e o levará a empunhar o estandarte e propagar a verdade direta. Alguns não suportarão esse testemunho direto. Levantar-se-ão contra ele, e isto é o que determinará a sacudidura entre o povo de Deus”. Primeiros Escritos, pág. 270.

A declaração mostra que quando a mensagem da Testemunha Fiel à Laodicéia for pregada à Igreja causará uma sacudidura, alguns buscarão o arrependimento para receber o perdão, outros se colocarão contra a mensagem, dizendo que não precisamos falar tão claramente, que este tipo de mensagem não é adequada para a igreja nos dias atuais. A reforma irá atingir os fiéis e todos permanecerão na igreja adventista, ninguém sairá para fundar uma nova denominação como muitos fazem, aqueles que fizeram não estavam imbuídos pelo Espírito Santo. A reforma e o reavivamento são realizados dentro da igreja pela aceitação da mensagem da Testemunha Fiel à Igreja de Laodicéia.

“Se já houve um povo que necessitasse atender ao conselho da Testemunha Verdadeira à igreja de Laodicéia, para que seja zeloso e se arrependa perante Deus, é o povo diante do qual foram expostas as estupendas verdades para este tempo e que não tem vivido à altura de seus elevados privilégios e responsabilidades. Temos perdido muita coisa por não viver de acordo com a luz das solenes verdades em que professamos crer. Review and Herald, 4 de junho de 1889.

“A mensagem à igreja de Laodicéia é uma impressionante acusação, e é aplicável ao povo de Deus no tempo presente”. Testemunhos Seletos, Vol I, Pág. 327.

O tempo de pregar sobre Laodicéia é este.

“Os perigos que nos sobrevêm estão em constante acréscimo. É mais que tempo de nos revestirmos de toda a armadura de Deus, e trabalharmos diligentemente para impedir Satanás de obter qualquer vantagem a mais. Anjos de Deus, magníficos em poder, estão à espera de que os chamemos em nosso socorro, para que nossa fé não seja eclipsada pela violência do conflito. É necessária agora renovada energia. Requer-se vigilante ação. Indiferença e descuido redundarão em perda da religião individual e do Céu. A este tempo deve ser dada a mensagem de Laodicéia, para despertar uma igreja letárgica. Que o pensamento da brevidade do tempo vos estimule o diligente e incansável esforço. Lembrai-vos de que Satanás desceu com grande poder, para operar com todo engano da injustiça naqueles que perecem”. Mensagens Escolhidas, Vol. 1, pág. 196.

Nunca em toda história da Igreja Adventista estivemos tão perto do desfecho dos acontecimentos descritos em Apocalipse e Daniel. Este é o tempo de alertar a Igreja para o conflito iminente que está se desenrolando diante de nós.

Somente tendo a consciência de que estamos nus é que nos mobilizaremos para encontrar roupas para nos vestir. Somente tendo a consciência de que estamos necessitados e morrendo de sede é que nos fará levantar e buscar água, a Água da Vida, Cristo.

Você sente sede por Cristo? Você sente vontade de viver um cristianismo cheio de poder? Você está sentindo necessidade de reavivar sua vida espiritual? Então o convite de Jesus é para você.
E, no último dia, o grande dia da festa, Jesus pôs-se em pé, e clamou, dizendo: Se alguém tem sede, venha a mim, e beba”. João 7:37.

A Festa dos Tabernáculos era encerrada com uma cerimônia onde todos os participantes levavam um cântaro vazio e levantavam para cima clamando pela promessa Divina. Foi justamente neste momento que Cristo pronunciou “se alguém tem sede, venha a mim e beba”.

Você está com seu cântaro vazio?

Vazio do “eu”, da inveja, do ódio, do pecado?

Você está com o seu cântaro levantado para cima?

Você está guardando tesouro no céu ou na terra? Qual é a sua prioridade? Preparar-se para volta de Cristo?

Quero encerrar esta parte deste estudo com um pequeno trecho do livro A Vinda do Consolador, pág. 260, de Leroy Edwin Froom.

“Há três coisas que sei a respeito da Igreja. Primeiro, tem cometido erros. Não creio ser correto diminuir a gravidade de suas faltas, desculpar seus erros, encobrir suas indiscrições ou apresentar desculpas para seus equívocos. Mas mesmo assim, fraca e defeituosa, é na Terra o supremo objeto do amor de Deus. Também sei que em suas fileiras se encontram os melhores homens e mulheres do mundo”.

“Outra coisa sei a respeito da Igreja. Ela ainda ama a Deus e ama os pecadores. Não importa o que tenhamos dito ou feito para a Igreja, ela ainda nos ama. Se o mais vil pecador ou o mais convencido dos santos (e estes são os mais difíceis de se alcançar) fosse à frente, até ao púlpito, e se entregasse a Deus, a Igreja exclamaria: ‘Louvado seja o Senhor, mais um pecador voltou-se para a vida’! E um magnífico coro dos anjos captaria esta exclamação, e o eco da casa de Deus ressoaria nos Céus. A mensagem da Igreja é: “Venha e beba; venha hoje!”

“E o Espírito e a noiva dizem: Vem. E quem ouve, diga: Vem. E quem tem sede, venha; e quem quiser, receba de graça a água da vida”. Apocalipse 22:17.

3ª Parte - Fogo

Além da água que nos lava, precisamos de outro elemento para nos purificar.

E eu, em verdade vos batizo com água, para o arrependimento; mas aquele que vem após mim é mais poderoso do que eu; cujas sandálias não sou digno de levar; ele vos batizará com o Espírito Santo e com fogo”. Mateus 3:11.

O batismo nas águas todos nós conhecemos, mas muitos desconhecem o que é batismo com fogo. Este batismo com fogo é um complemento do batismo com Espírito Santo. Nós temos dois momentos em que podemos receber este fogo.

Primeiro: Agora, antes da volta de Cristo.

O recebimento do batismo com fogo produz no coração do sincero filho de Deus uma purificação total do pecado de acordo com Zacarias 13:9: “E farei passar esta terceira parte pelo fogo, e a purificarei, como se purifica a prata, e a provarei, como se prova o ouro. Ela invocará o meu nome, e eu a ouvirei; direi: É meu povo; e ela dirá: O Senhor é meu Deus”. Esta ação irá consumir tudo de ruim que existe dentro de nós, eliminando todo o mal contido em nosso coração. “Mas quem suportará o dia da sua vinda? e quem subsistirá, quando ele aparecer? Pois ele será como o fogo de fundidor e como o sabão de lavandeiros”. Malaquias 3:2. O sabão lava por fora e o fogo por dentro. Somente que for lavado pela Água e purificado pelo fogo irá resistir à Glória da vinda de Cristo.

O batismo com fogo também revela o que realmente sentimos, revela o que se passa em nosso coração, revela o que realmente somos. “a obra de cada um se manifestará; pois aquele dia a demonstrará, porque será revelada no fogo, e o fogo provará qual seja a obra de cada um”. I Cor. 3:13. A explicação exegética deste texto e seu cumprimento não serão aqui abordados, mas sim a ação do Espírito Santo em nossa vida quando permitimos isso, pois Ele nos revelará quem realmente somos. Pecadores, sujos, imundos, carentes do perdão e do sangue de Cristo.
Essa experiência irá revelar em nosso coração as mágoas, as críticas que fizemos e tudo de ruim que causamos aos nossos irmãos e nos impulsionará a irmos confessar nossos pecados e pediremos perdão a quem temos ofendido.

O Fogo liberta as cadeias que nos prendem ao pecado. Você se sente preso ao pecado? Você sente que não possui forças para vencê-lo? Então você deve clamar pelo Fogo do Espírito Santo para que Ele possa vir sobre você e libertá-lo.

O Fogo também serve para abrandar o mais duro coração. Muitos são aqueles que se encontram endurecidos pelas críticas, ou por qualquer ato de alguém, mas o Espírito Santo usará o fogo para abrandar o coração destes.

O Fogo ilumina. Sua vida está destruída pelo pecado? Você se sente em um beco escuro por onde os erros cometidos o levaram? Você não ver saída em meio à noite que o cerca? Clame pelo Fogo do Espírito, para que você possa encontrar o Caminho Verdadeiro.

As tristezas deste mundo esfriaram sua fé? As desilusões provocaram em você o desejo de deixar tudo? Algo em sua vida causou o desejo de abandonar a Igreja? Busque o Fogo para que ele torne a esquentar sua vida.

Segundo: Quando Cristo Retornar

Nós sabemos que ao término dos mil anos descritos em Apocalipse 20, Cristo irá purificar a Terra com fogo e os pecadores que não buscaram o fogo antes da volta de Cristo serão destruídos completamente como palha.

Leia esta declaração:

“O profeta Isaías declarara que o Senhor purificaria o Seu povo de suas iniqüidades "com o espírito de justiça, e com o espírito de ardor" Isa. 4:4. As palavras do Senhor a Israel, eram: "E porei contra ti a Minha mão, e purificarei inteiramente as tuas escórias; e tirar-te-ei toda a impureza." Isa. 1:25. Para o pecado, onde quer que se encontre, "nosso Deus é um fogo consumidor". Heb. 12:29. O Espírito de Deus consumirá pecado em todos quantos se submeterem a Seu poder. Se os homens, porém, se apegarem ao pecado, ficarão com ele identificados. Então a glória de Deus, que destrói o pecado, tem que destruí-los. Depois de sua noite de luta com o anjo, Jacó exclamou: "Tenho visto a Deus face a face e a minha alma foi salva". Gên. 32:30. Jacó fora culpado de um grande pecado em sua conduta para com Esaú; mas arrependera-se. Sua transgressão fora perdoada, e seu pecado purificado; podia, portanto, suportar a revelação da presença de Deus. Mas sempre que os homens chegaram à presença dEle, enquanto voluntariamente nutrindo o mal, foram destruídos. Por ocasião do segundo advento de Cristo, os ímpios hão de ser consumidos "pelo assopro da Sua boca", e aniquilados "pelo resplendor da Sua vinda". II Tess. 2:8. A luz da glória de Deus, que comunica vida aos justos, matará os ímpios”. Desejado de Todas as Nações, págs. 93 e 94.

A escolha é nossa, ou permitimos que o Espírito Santo nos purifique agora, para que possamos está aptos para contemplar Cristo nas nuvens do Céu, ou infelizmente seremos destruídos ao final do mil anos.

Lembre-se que, de uma forma ou de outra, receberemos o Fogo. Quando você deseja receber?

Na antiga Dalmácia, as casas eram feitas de pedra betuminosa, que é macia e pode ser facilmente cortada e moldada. Desse material se fazia casas inteiras, tudo por dentro e por fora. Quando, terminava, porém, a casa era inabitável por que exalava um forte odor de betume. Completava-se então a estrutura, submetendo-a a ação do fogo. Enquanto era queimada, como carvão, o fogo extraía o betume dos poros da pedra saturada, até que todo o combustível se desprendia em gás e fumaça, e o fogo ia diminuindo até apagar-se por falta de abastecimento. Então a casa estava pronta para ser habitada e tinha uma aparência do alvo mármore, atraente, limpa e habitável. Se mais tarde fosse atingida por um grande incêndio, a casa não se queimaria por que nela não ficara nada inflamável. Achava-se à prova de fogo.

Nós estamos cheio do combustível do pecado. Somos casas, templos, para a morada do Espírito Santo, precisamos permitir que Ele atei fogo em nós agora, para que possamos nos tornar limpos e prontos para sermos habitado por Ele. Só existe este meio de estarmos livres do fogo no último dia. Caso contrário o combustível do pecado que habita em nós, será queimado para sempre e sem chances de salvação.

Qual será a sua escolha? Você deseja receber este fogo agora ou depois?

Apelo ao seu coração que permita que o Espírito Santo atei fogo em você agora.

4ª Parte – Óleo

Depois de sermos lavados com Água e purificados com Fogo, precisamos ser capacitados com Óleo. É justamente esta a principal função do Óleo, nos capacitar para enfrentarmos os desafios finais que, em breve, serão lançados contra o povo de Deus.

Na parábola das Dez Virgens (Mateus 25) percebemos que tanto as néscias como as prudentes dormiram. Isto significa que todos na igreja estão dormindo.

A única diferença entre as néscias e as prudentes estava na quantidade de óleo que elas haviam levado.

O conhecimento da palavra de Deus não é suficiente sem que haja o Óleo do Espírito Santo.

As virgens néscias não eram as piores. Até que existia nelas o desejo de se encontrar com o noivo, afinal elas saíram ao seu encontro. Elas não eram descrentes. O problema delas foi a falta de preocupação com algo essencial – o Óleo.

No grupo das néscias pode se encontra pessoas boas, que professam uma crença fiel às doutrinas. Pode ser batizado, pode está participando de todos os cultos na igreja, ser líder de jovens, ser ancião da igreja, até mesmo ser um pastor, ocupando uma alta posição na igreja, mas sem possuir o Óleo do Espírito Santo e assim nos encontrar perdidos no último dia. A idéia de que eu possa está neste grupo me faz tremer.

A pior coisa em um cristão é acha que seu cristianismo é suficiente para lhe conceder a salvação. Precisamos do Espírito Santo urgente. Devemos clamar pelo Óleo, para que ele nos capacite a enfrentar as provações dos últimos dias.

Você deseja receber o este Óleo?

Você deseja receber a unção do Espírito Santo?

“O Céu é um lugar preparado para um povo preparado. Outros não são admitidos ali. E só estarão preparados aqueles que se submeterem à ação do Espírito Santo, que permitirem ser cheios e constantemente supridos de Seu poder” – A Vinda do Consolador, 309.

Acredito que a pior sensação que jamais queria sentir, seria ver minha lâmpada se apagando no momento final da história deste mundo. As néscias sentiram este sentimento, mas quando correram para comprar azeite já era tarde. Que pena! Perdidas tão perto de chegar. Tudo por que lhes faltou o Óleo.

A frase “não vos conheço” soa como uma faca ao meu peito. Derramo lágrimas ao pensar que possa ouvi-la. Oh Deus! Dá-me Óleo! Eu preciso do teu Óleo!

Graças a Deus ainda resta tempo para buscarmos o Óleo. Não nos encontramos sem saída. Ainda resta Esperança.

Água, Fogo e Óleo – Eis a nossa Esperança.

Quer você se unir comigo nesta busca? Então vamos dobrar os joelhos agora e buscar a Deus em oração.

China recebe pior tufão em uma década; há 100 mil desalojados

O tufão Hagupit passa nesta quarta-feira pelo sul da China causando destruição em ao menos oito cidades da Província de Guangdong. Às 6h45 desta quarta (19h45 de terça em Brasília), ele chegou ao condado de Maoming com ventos de mais de 200 km/h. Segundo a Reuters, três pessoas morreram e duas estão desaparecidas. Antes de chegar à terra, mais de 100 mil pessoas tiveram que deixar suas casas na região.

O Hagupit é o 14º tufão a atingir a China neste ano e já é considerado pelas autoridades chinesas o pior em uma década.

Conforme a agência oficial Xinhua, mais de 4,94 milhões de pessoas já foram afetadas nas cidades de Maoming, Yangjiang, Zhuhai e Jiangmen e quase 8.000 casas foram destruídas. Nas cidades costeiras, as ruas ficaram desertas e as árvores foram arrancadas do chão.

Um oficial da agência de controle de enchentes da Província de Guangdong informou que mais de 180 mil hectares de plantações foram afetados e quase 40 mil hectares estão totalmente destruídos. Acrescentou que 870 fábricas interromperam a produção e 34 estradas estão interditadas. Além disso, 32 reservatórios de água e 287 km de barragem foram danificados. O prejuízo total pode ter chegado a US$ 800 milhões (R$ 1,4 bilhão).

Na cidade de Zhanjiang, chuvas pesadas desde a noite de terça-feira (23) arrebentaram a barragem de cinco reservatórios de água. Na costa, a maré pode subir acima de 5 metros do nível normal e provocar enchentes na noite de hoje em cidades próximas como Guangzhou, Foshan, Zhongshan, Zhuhai, Jiangmen e Yangjiang.

O nível da água da estação hidrológica de Dashi na capital da Província, Guangzhou, chegou a 2,73 m na manhã desta quarta, um recorde de 100 anos, e não mostrou sinais de baixar até o meio-dia. Na cidade, 800 casas ficaram alagadas.

A agência climática da Província de Guangdong informou que o tufão se move na direção noroeste à velocidade de 25 km/h e pode chegar à Hong Kong até amanhã, mas que deve perder força e se transformar em tempestade.

As tempestades tropicais na região tendem a se intensificar por causa da temperatura mais alta das águas oceânicas e freqüentemente se transformam em tufões que atingem Taiwan, as Filipinas e a China no período que vai do início do verão ao fim do outono. No início desta semana, o Hagupit já havia deixado oitos pessoas mortas nas Filipinas.

Fonte Folha Online

Quase 2 bilhões de pessoas podem sofrer de dengue na região Ásia-Pacífico

Manila, 23 set (EFE).- Quase 2 bilhões de pessoas enfrentam o risco de sofrer de dengue na região da Ásia-Pacífico se os Governos não se esforçam mais para combater a doença, advertiu hoje a Organização Mundial da Saúde (OMS).

Um relatório divulgado pelo escritório regional da OMS em Manila pediu aos 37 países e territórios da região, que já sofreu uma pandemia de dengue entre 2001 e 2004, que apóiem sua estratégia comum para lutar contra o vírus.

A OMS explicou que os efeitos da mudança climática, das migrações, das mudanças demográficas e do crescimento das cidades causaram uma ampla expansão das regiões de águas paradas, onde vive o mosquito que transmite o dengue.

Segundo os analistas do organismo, só se presta atenção à doença "quando explode uma epidemia" e muitos países da Ásia-Pacífico carecem dos recursos suficientes para combater esta situação.

Em alguns casos, as medidas previstas se limitam a jogar inseticida sobre os pântanos.
Por isso, a OMS exige implantar novas medidas para prevenir, diagnosticar e tratar o vírus, cuja taxa de mortalidade pode se reduzir para menos de 1% se for detectado a tempo.

A dengue é uma doença viral cujos sintomas são febre, dor intensa nos músculos e articulações e inflamação dos gânglios linfáticos, e se transmite ao homem através dos mosquitos "Aedes aegypti" e "Aedes albopictus".

Sua variedade hemorrágica é endêmica no Sudeste Asiático e se encontra particularmente espalhada nas grandes cidades, onde as águas estagnadas em casas temporariamente vazias são o viveiro potencial para as epidemias.

Não existe cura e sua vacina não estará disponível até dentro de pelo menos 4 anos, segundo a OMS. EFE

Fonte Portal G1

Nota: A situação só tende a piorar à medida que nos aproximamos do fim.

23 setembro 2008

Conheça os males dos refrigerantes

Além de possuir muitas substâncias artificiais em sua composição, o refrigerante contém valor nutricional quase nulo. As variações cola, em especial, contam com uma grande quantidade de fosfatos, que em excesso provocam o enfraquecimento dos ossos através da liberação do cálcio. Dessa forma, é facilitada a incidência de doenças ósseas, como a osteoporose. A bebida ainda é rica em açúcar, que além de prejudicar a boa forma, propicia o surgimento de cáries, principalmente nas crianças. Mesmo as versões diet, que não contêm glicose, expõem os dentes a ácidos capazes de estragar o esmalte.

E não se pode esquecer dos corantes, também perigosos. Vários deles possuem substâncias cancerígenas. O consumo de refrigerantes também faz com que as pessoas diminuam significativamente a ingestão de bebidas saudáveis como a água, o leite e os sucos naturais, perdendo nutrientes importantes.

Fonte Unimed

Nota: Ensinamos ao mundo que temos o dever de cuidar do nosso corpo como diz a Bíblia. "Não sabeis vós que sois o templo de Deus, e que o Espírito de Deus habita em vós? Se alguém destruir o templo de Deus, Deus o destruirá; porque, o templo de Deus, que sois vós, é santo". I Coríntios 3:16-17. Neste texto Paulo ampliou o sentido da questão alimentação apropriada para termos um corpo saudável, assim com Jesus fez com Lei. Precisamos compreender que o fato de não comermos alimentos imundos é para nossa saúde. Olhando da forma como Paulo escreveu, devemos entender que qualquer alimento ou bebida que prejudique a nossa saúde é recusável e inadequada sob pena de sermos destruídos. Como o povo de Deus que se diz defensor e pregador de uma vida saudável pode ingerir bebidas como o refrigerante? Desculpem, mas aqueles que assim o fazem devem esquecer a 21ª Doutrina onde existe o pequeno trecho: "...Significa também que, sendo o nosso corpo o templo do Espírito Santo, devemos cuidar dele inteligentemente. Junto com adequado exercício e repouso, devemos adotar alimentação mais saudável possível e abster-nos dos alimentos imundos identificados nas Escrituras..." Crenças Fundamentais, 21 - Nisto Cremos. Perceba que a doutrina é clara: "devemos adotar uma alimentação mais saudável possível", isso exlcui tudo que é predudicial à saúde e que não temos a mínima necessidade de comer ou beber, aqui o autor usa o critério adotado por Paulo no texto citado acima. Quando ele usou o preposição "e" estava ele acrescentando, não completando o sentido, por isso ele escreveu "...e abster-nos dos alimentos imundos identificados na Bíblia", o autor usa o texto de Levítico 11. Sendo assim todos que consomem refrigerante seja em pequena ou grande quantidade estão na mesma situação de quem come carne de porco ou outros alimentos imundos, pois pelo que conhecemos não existe tolerância para com aquilo que é errado, principalmente por que temos uma enorme lista de opções saudáveis que pode substituir o refrigerante. Quando Isaías escreveu sobre "aqueles que comem carne de porco, ratos e coisas abomináveis", perceba que ele colocou tudo no mesmo nível: "carne de porco, rato e coisas abomináveis", não temos desculpa. Além disso ele não disse que somente os que consomem muito seriam destruídos, ele disse que todos que consomem, isso coloca todos de forma geral, seriam destruídos. A escolha é sua. Isaías 66:17. Quero lembrar que esta nota é apenas para questão de advertência, não posso proibi você, pois nem Deus o faz, mas posso lhe mostrar as consequências, e assim eu estou fazendo.

Fome dispara no mundo, dizem ONG e ONU

Um relatório da organização não-governamental (ONG) Care International aponta que o número de pessoas vivendo "à beira da emergência", que era de cerca de 110 milhões em 2006, chegou a 220 milhões em 2008

O documento divulgado nesta quinta-feira (17) afirma que a falta de mudanças políticas mais profundas deixou milhões de pessoas sem condições de lidar com o aumento do preço dos alimentos.

As medidas, em sua maioria emergenciais, significaram desperdício de bilhões de dólares. Segundo a ONG, as políticas têm curta duração e são focadas em salvar vidas, ao invés de criar um poder de recuperação na população. O documento pede que os doadores assumam compromissos de longo prazo, além de sugerir o desenvolvimento de sistemas de alerta antecipado para desastres.

O relatório foi divulgado uma semana antes da reunião da Organização das Nações Unidas (ONU) sobre as Metas de Desenvolvimento do Milênio, em Nova Iorque, nos Estados Unidos. A principal prioridade das Metas é reduzir pela metade o número de pessoas cuja renda seja inferior a R$ 2 por dia até 2015.

Nesta quarta-feira (17), o diretor da ONU para a Alimentação e a Agricultura (FAO), Jacques Diouf , afirmou que o número de pessoas com fome no mundo subiu de 850 milhões para 925 milhões em 2007, por causa da disparada dos preços dos alimentos. Pelo índice da FAO, eles aumentaram 12% em 2006, 24% em 2007 e 50% durante os sete primeiros meses deste ano.

Radio Agência NP, Internet, 18-9-08

Fonte Biodiversidade

Nota: A Fome como um dos indicativos da volta de Cristo nunca foi tão agravante. Esta informação mostra também mais um indicativo da volta de Cristo: "e, por se multiplicar a iniquidade, o amor de muitos esfriará". Mateus 24:12. Ao comparar o desperdício de muitos com a pobreza e miséria de milhões verificamos mais uma profecia cumprida. Hoje o desejo pelo poder, riqueza e fama leva muitos a cometer toda sorte de pecados e esquecer da necessidade do próximo. A fome no mundo é um reflexo da falta de amor no coração humano. A corrupção, o roubo, a mentira, o desejo pela supremacia, o suborno, a avareza, a luxúria, o orgulho, o desperdício e tudo que se assemelha a isso são os piores males do mundo e a verdadeira causa da fome. Resumindo: o amor está, ou melhor esfriou no coração dos homens. Nós como representantes de Deus não podemos ter parte nos pecados da humanidade, precisamos fazer o que estiver ao nosso alcance para tentar amenizar o sofrimento humano. Não podemos caminhar na direção que a humanidade caminha, precisamos mostrar que o nosso caminho é diferente. Cristo está voltando e precisamos viver como Ele nos ensinou. O amor pode ter esfriado do coração dos homens, mas no coração dos filhos de Deus este amor deve está acesso pela chama do Espírito Santo.

22 setembro 2008

Calota polar da Groenlândia derrete em ritmo mais acelerado do que o previsto

COPENHAGE (AFP) — A calota polar da Groenlândia, que cobre mais de 80% do território da ilha, está derretendo mais rapidamente do que o esperado, por causa do aquecimento global, alertou um pesquisador dinamarquês nesta segunda-feira.

A calota polar de 1,8 milhão de quilômetros quadrados, que guarda 10% de toda a água doce do planeta, está perdendo 257 quilômetros cúbicos de gelo por ano.

Em 2080, essa perda anual deve aumentar para 465 quilômetros cúbicos, de acordo com as novas estimativas apresentadas por uma equipe de cientistas dinamarqueses e americanos no International Research Center em Fairbanks, no Alasca.

A perda total em 2080 pode ser "81% maior que hoje", e levaria a "um aumento do nível do mar de 107 milímetros", apontou Sebastian Mernild, que coordenou a pesquisa, em Copenhagen.
Imagens de satélite mostram que "o nível global dos oceanos aumenta três milímetros por ano desde 1993, ritmo muito mais acelerado do que o registrado no último século", quando aumentava 1,7 milímetros por ano, disse Mernild.

"A época de derretimento da calota polar bateu um novo recorde em 2007, o que corresponde a uma perda de 50% da superfície total do gelo. E este recorde não será o último", advertiu.
"O nível de derretimento do gelo no final da próxima década de 70 aumentará para 66%, ou 1,204 milhão de quilômetros quadrados", explicou Mernild, afirmando que o processo de derretimento estava "acontecendo num ritmo mais rápido que o calculado anteriormente".

As estimativas da equipe de pesquisadores, baseadas em modelos climáticos e em possíveis cenários do painel climático da ONU, mostram que "a temperatura média do ar (na Groenlândia) vai aumentar 2,7 graus até o fim deste século", segundo Mernild.

Rússia manda navios de guerra para manobras no Caribe

Será a primeira mobilização russo tão perto dos EUA desde a Guerra Fria.Exercício serão feitos em parceria com a Venezuela de Hugo Chávez.

Navios russos zarparam nesta segunda-feira (22) para manobras no Caribe, programadas para sinalizar aos Estados Unidos o ressurgimento da Rússia como potência militar e política global.

O exercício, resultado de uma sólida aliança com o presidente antiamericano da Venezuela, Hugo Chávez, será atentamente acompanhado pelas Marinhas ocidentais, por ser a primeira mobilização russa desse tipo -- tão próxima da costa dos EUA -- desde o fim da Guerra Fria.

O porta-voz naval Igor Dygalo disse que o cruzador Pedro, o Grande, movido a energia nuclear e portando mísseis, partiu da sua base perto de Murmansk, junto com o destróier anti-submarino Almirante Chabanenko e dois navios de apoio, para a viagem de 15 mil milhas até a Venezuela.

As relações entre Rússia e EUA passam por um dos seus piores momentos nos últimos anos desde que Moscou ocupou a vizinha Geórgia para proteger as regiões separatistas da Ossétia do Sul e Abkházia, no começo de agosto.

A Rússia reagiu com irritação à presença de navios militares norte-americanos no mar Negro, que Moscou considera ser sua esfera de influência. Os EUA enviaram as embarcações para fornecer ajuda à aliada Geórgia.

Dygalo não comentou relatos da imprensa de que submarinos nucleares também participariam do exercício e que outros navios russos iriam à Síria, onde Moscou já manifestou intenção de instalar bases.

"Durante a viagem, os navios vão participar dos primeiros exercícios conjuntos com a Marinha venezuelana, a fim de treinar simulações e operações de resgate contra terroristas do mar", disse Dygalo. A missão deve levar vários meses.

Nos anos que se seguiram ao colapso soviético, as Forças Armadas russas, antes tão orgulhosas de si, declinaram rapidamente, devido à falta de verbas. Em alguns momentos, aviões e navios não podiam sair por falta de combustível.

Mas a recuperação econômica, ajudada pelo preço do petróleo, permitiu que o Kremlin despejasse dinheiro nos quartéis, que se tornaram símbolo do resgate do poderio russo. Apear disso, analistas ocidentais dizem que a frota naval do país ainda precisa ser modernizada.

No começo do mês, Moscou enviou bombardeiros Tu-160 para a Venezuela, numa aparente reação à confirmação de que os EUA devem instalar um escudo antimísseis no Leste Europeu. A Rússia diz que tal escudo altera o equilíbrio estratégico da região, embora Washington diga não se tratar de uma ameaça à Rússia.

A imprensa russa disse na segunda (22) que a frota enviada ao Caribe pode ser maior e mais armada do que o Ocidente acha, e pode fazer escalas imprevistas.

"Os navios russos serão seguidos por aviões anti-submarino e por submarinos nucleares com mísseis a bordo", disse o jornal "Nezavisimaya Gazeta", sem entrar em detalhes.

Outro jornal, o "Izvestia", disse que no seu trajeto a frota russa terá de passar pelo estreito de Gibraltar e pelo Mediterrâneo, onde também há presença naval dos EUA

Fonte Portal G1

Nota: Estamos à beira de acontecimentos proféticos bem significativos.

Cristãos e muçulmanos - Diálogo Inter-Religioso Sobre a Família

Cristãos e muçulmanos convidados - na mensagem do Conselho Pontíficio para o Dialogo Inter-religioso aos muçulmanos por ocasião do fim do Ramadão - a colaborar ulteriormente na promção da estabaildiade da instituição familiar à luz da Gaudium et Spess

É uma mensagem amigável e cordial a que o Presidente do Conselho Pontifício para o Dialogo Inter-religioso, dirige ao mundo muçulmano por ocasião do fim do Ramadão. A mensagem que propõe à atenção dos “irmãos muçulmanos” (como os define) o tema da família, foi divulgada esta sexta-feira no Vaticano, e tem por título “Cristãos e muçulmanos: juntos para a dignitade da Família”.

Nela o cardeal Jean Luis Tauran, diz que durante este mês, cristãos próximos dos muçulmanos partilharam as suas reflexões e as suas celebrações familiares; o diálogo e a amizade reforçaram-se. Mas, tal como no passado, este encontro amigável foi também uma oportunidade para se reflectir juntos sobre um tema de actualidade susceptível de enriquecer os intercâmbios entre cristãos e muçulmanos, por forma a conhecerem melhor os valores comuns e as diferenças.

E como tema de reflexão, o Conselho Pontifício submete à atenção dos irmãs muçulmanos a família. A este propósito cita, a Gaudium et Spes, documento do Concilio Vaticano II, sobre a Igreja no mundo contemporâneo, na qual se afirma que o bem-estar da pessoa e da sociedade está ligado ao bem estar da família, e consequentemente – acrescenta o cardeal - à prosperidade da comunidade conjugal e familiar.

Recordando depois as numerosas pessoas que vivem, por vezes a vida inteira, situações familiares difíceis, chegando, mesmo a sucumbir sob o peso das consequências dessa situação, o cardeal Tauran, sublinha que cristãos e muçulmanos podem unir esforços para continuar a colaborar na salvaguarda da família, como, aliás, já tiveram oportunidade de fazer no passado seja a nível local, seja a nível internacional.

Por isso, não devem hesitar em empenhar-se não só na ajuda às famílias em dificuldades, mas também na promoção da estabilidade da instituição familiar, escola de valores e de respeito pelo outro na sua identidade e diferença.

Fonte Rádio Vaticano

17 setembro 2008

ONU avalia que crise financeira é a pior em 70 anos

A Organização das Nações Unidas (ONU) avalia que a atual crise pode ser a pior dos últimos 70 anos no setor financeiro e o impacto sobre os países emergentes deverá ser maior do que se esperava. "Podemos estar vivendo a pior crise em décadas, segundo as projeções que estamos fazendo internamente. Não sabemos de nada parecido desde 1929. E o pior é que temos de reconhecer que não estamos ainda no fim dela. Há quem diga que não chegamos ainda no fim do poço", afirma Supachai Panichpakdi, secretário-geral da Conferência da ONU para o Desenvolvimento e Comércio.

Ex-ministro das Finanças da Tailândia, ele diz que a atual crise é "muito maior que tudo o que se viu nos anos 90, inclusive a crise asiática". Supachai viveu na pele as turbulências na Ásia em 1997. "Naquele momento, mantivemos nossos mercados abertos e isso ajudou. O que vemos agora é um abalo bem maior", ressalta. "Não se trata apenas de uma crise no mercado de créditos. Essa é uma crise financeira que terá impacto em vários setores, inclusive no comércio, que deverá decrescer de forma importante. Já não há mais dúvida de que a recessão de fato chegará para muitos países. Alguns hesitam em admitir, mas já estão tecnicamente em recessão."

Já a Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE), que reúne os 30 países que produzem mais da metade de toda a riqueza do mundo - o Brasil não faz parte da organização, prefere manter intocadas suas previsões de crescimento. Segundo o secretário-geral da entidade, Angel Gurria, o sistema financeiro internacional pode se recuperar a partir do segundo semestre de 2009 e, para 2010, é possível até prever um crescimento de 3% para os países ricos. "Precisamos de regulação do mercado. Já está provado que algo precisa ser feito."

Uma das preocupações é que a crise comece a atingir o crescimento dos países emergentes, até agora relativamente isolados da turbulência surgida nos países ricos. A Comissão Econômica para América Latina e Caribe (Cepal), em números apresentados ontem à ONU, confirma uma desaceleração no crescimento latino-americano. Mas ainda indica que a taxa será mais elevada do que a média do crescimento histórico da região nos anos 80 e 90. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Fonte Portal G1

Além da biometria: reflexos pessoais criam mecanismo perfeito de proteção

Ponto cego do olho, onde nervo óptico e vasos sangüíneos impedem que se forme uma imagem.

Equipamentos biométricos, imagens da íris e programas de reconhecimento de assinaturas estão se tornando cada vez mais comuns, graças à crescente preocupação com a segurança na área da informática e do acesso a locais restritos.

Deficiências da biometria

Só que nenhum deles é perfeito, afirmam pesquisadores japoneses, alertando que todos esses equipamentos e procedimentos de segurança podem ser enganados por um invasor suficientemente sofisticado.

"[] a informação biométrica pode facilmente vazar ou ser copiada. Desta forma, é desejável criar uma autenticação biométrica que não exija que a informação biométrica seja mantida secreta," afirmam Masakatsu Nishigaki e Daisuke Arai, da Universidade de Shizuoka.

Além da biometria

E, segundo eles, existe uma solução: é possível elaborar um mecanismo perfeito de segurança utilizando os reflexos pessoais, que jamais poderão ser copiados, imitados ou forjados.

Os reflexos humanos não dependem de controle consciente. Assim, mesmo se as reações de uma pessoa forem vistas por alguém mau intencionado, esse potencial invasor jamais conseguirá repetir com precisão aqueles reflexos, porque ele adotará inconscientemente os seus próprios reflexos de forma inconsciente.

Ponto cego do olho

Para comprovar sua teoria, Nishigaki e Arai utilizaram a escotoma, também conhecida como ponto cego, uma área fixa na retina onde estão o nervo óptico e uma série de vasos sangüíneos, o que impede que se forme uma imagem nesse local. Esse ponto cego pode ser detectado pelo monitoramento de movimentos sutis da esquerda para a direita que nossos olhos fazem quando acompanham um objeto que se move da direita para a esquerda.

Usar somente o ponto cego, contudo, não garante segurança total. Segundo os cientistas, alguém poderia passar por uma cirurgia ou inventar algum tipo muito engenhoso de lente de contato capaz de enganar o sistema. Assim, não haveria ganhos significativos em relação ao reconhecimento da íris.

Movimentos reflexos

A deficiência pode ser resolvida utilizando-se a posição do ponto cego do olho para induzir movimentos sacádicos, uma troca reflexa repentina da posição do olho. A autenticação do usuário poderá ser feita apresentando um alvo na direção do ponto cego e fora dele, utilizando a tecnologia de rastreamento do olho para medir o tempo gasto pelo movimento reflexo. Cada padrão de resposta é único para cada indivíduo.

Segundo os pesquisadores, um método assim não poderia ser ludibriado por invasores mesmo que utilizando os mais sofisticados materiais, equipamentos ou mesmo cirurgias.

"Nosso método transforma as diferenças na informação biométrica fisiológica - o ponto cego - em diferenças nos reflexos humanos - movimentos sacádicos - e as utiliza para autenticação," afirmam eles.

Fonte Inovação Tecnológica

Nota: Eles estão fazendo de tudo para um dia, não muito distante, conseguir nos impedir de comprar e de vender, assim está escrito. Preparemo-nos para enfrentar as crises vindouras.

Vaticano aceita a teoria da evolução

O presidente do Pontifício Conselho para a Cultura do Vaticano, arcebispo Gianfranco Ravasi, disse nesta terça-feira que a teoria da evolução é compatível com a Bíblia e que a Igreja Católica nunca condenou o naturalista Charles Darwin por suas idéias. A declaração foi dada durante anúncio de conferência de cientistas, teólogos e filósofos em Roma, em março de 2009, que celebrará os 150 anos da publicação da obra A Origem das Espécies de Darwin.

O arcebispo também afirmou que a Igreja não planeja fazer pedido de desculpas póstumo a Darwin pela fria recepção de suas idéias há 150 anos. "Devemos abandonar a idéia de emitir pedidos de desculpas como se a história fosse um tribunal eternamente em sessão", disse. Ravasi ressaltou que as teorias de Darwin "nunca foram condenadas pela Igreja Católica nem seu livro havia sido banido".

Em 1950, o papa Pio XII descreveu a teoria da evolução como uma abordagem válida do desenvolvimento humano e o papa João Paulo II reiterou a idéia em 1996. A teoria defendida pelo catolicismo é o Criacionismo, na qual Deus criou o mundo em seis dias, como descrito na Bíblia.

Na segunda-feira, o reverendo Malcom Brown, da Igreja Anglicana, disse que a instituição devia desculpas a Darwin pela maneira como suas idéias foram recebidas na Inglaterra

Fonte Veja Online

Nota: Essa de a Teoria da Evolução ser compatível com a Bíblia é brincadeira. Eles se perdem em suas palavras com a intenção ou vergonha de mostrar no que realmente creêm, pois têm medo de serem criticados.

Papa pede esforços à ONU para construir um mundo de liberdade e paz

Roma, 16 set (EFE).- O papa Bento XVI expressou hoje seu desejo de que as Nações Unidas "fortaleçam seu compromisso" para construir um mundo de maior solidariedade, liberdade e paz, em mensagem enviada aos participantes do encontro de oração organizado por ocasião da abertura da sessão da Assembléia Geral da ONU.

Na mensagem, que o Vaticano publicou hoje, Bento XVI também "implora" a Deus para que dê "a guia e a fortaleza necessárias para realizar as tarefas urgentes que as Nações Unidas devem enfrentar nos próximos meses".

Entre elas, o papa citou a colocação em prática dos Objetivos de Desenvolvimento do Milênio, o programa do Nepad (Nova Parceria para o Desenvolvimento da África) e outras iniciativas "encaminhadas a assegurar que toda a família humana compartilhe os benefícios da globalização".

Bento XVI lembrou sua visita à sede das Nações Unidas em Nova York em abril passado e como naquela ocasião renovou sua chamada aos líderes internacionais "para que voltem a tornar sua a visão moral elevada e os princípios transcendentes de justiça plasmados nos documentos de fundação das Nações Unidas". EFE

Fonte Portal G1

Nota: O Apelo é sugestivo. Precisamos esperar para ver o que vai acontecer. Pode ser que não aconteça nada, mas a visita do Papa à sede da ONU em abril passado nos avisa para ficarmos alerta. As postagens Nasce a Tríplice Aliança e a Visita do Papa à ONU terá impacto sobre o Direito Internacional é que nos fornece melhores informações. Oremos para que Deus nos capacite a enfrentar venha o que vier.

16 setembro 2008

Bento XVI regressa ao tema da laicidade

Papa encontrou-se com os Bispos franceses e diz que a Igreja não quer tomar lugar do Estado nem substitui-lo

Bento XVI regressou este Domingo ao tema da laicidade, durante um encontro com os Bispos católicos de França, no Santuário de Lourdes. Numa análise às questões internas e externas da Igreja no país, o Papa retomou alguns pontos da reflexão que apresentara no primeiro dia de visita, aquando da passagem pelo Eliseu.

Segundo Bento XVI, a Igreja não reivindica "o lugar do Estado” nem quer substitui-lo, assegurando que o Vaticano tem todo o desejo de respeitar a “originalidade da situação francesa”.
Neste contexto, contudo, não deixou de lembrar as raízes cristãs da França, as quais “permitem a cada habitante do país compreender melhor de onde vem e para onde vai”.

“No quadro institucional existente e no maior respeito pelas leis em vigor, é preciso encontrar um novo caminho para interpretar e viver no quotidiano os valores fundamentais sobre os quais se construiu a identidade da nação” francesa, acrescentou Bento XVI. [Foi assim que tudo começou]

O Papa lembrou aos Bispos que foi o próprio presidente Sarkozy quem “evocou essa possibilidade”.

“Uma sã colaboração entre a comunidade política e a Igreja, realizada na consciência e no respeito da independência e da autonomia de cada um no seu próprio domínio, é um serviço prestado ao homem”, afirmou. [A alegação de ser um bem ao homem é que levará a perseguição a outros]

Na passada Sexta-feira, Bento XVI advogara a necessidade de “uma nova reflexão sobre o verdadeiro sentido e a importância da laicidade”, num encontro em que Nicolas Sarkozy reafirmou o desejo de uma “laicidade positiva”, conceito que tem gerado uma onda de reacções em todos os quadrantes políticos franceses.

Ao lado dos Bispos

No plano interno, o Papa procurou deixar ao episcopado gaulês palavras de conforto e encorajamento, diante dos vários problemas com que se debatem.
Um dos pontos mais aguardados relacionava-se com a aplicação no país do Motu Proprio Summorum Pontificum, que “liberaliza” a celebração da Missa segundo a liturgia em vigor antes do Concílio Vaticano II. Para Bento XVI, é indispensável uma “pacificação dos espíritos”, criticando os que faltam ao respeito aos Bispos ou procuram colocá-los em xeque, recorrendo directamente a Roma.

“O povo cristão deve considerar-vos com afeição e respeito”, apontou.

Demonstrando profundo conhecimento da realidade eclesial local, o Papa deu destaque à catequese, à promoção das vocações, sobretudo religiosas e sacerdotais, ao papel insubstituível do sacerdote na vida paroquial e no apostolado, com atenção particular aos mais necessitados, idosos e doentes.

Bento XVI referiu-se ainda a outros aspectos pastorais, como a família, “célula viva da sociedade”; a indissolubilidade do matrimónio, o bem comum e a defesa da vida, desde o início até ao fim natural; a juventude, “futuro da humanidade”; o divórcio e o aborto, que representa “uma chaga na sociedade moderna”; o compromisso dos leigos, na vida social e eclesial; enfim, o diálogo ecuménico e inter-religioso. [Tudo termina em ecumenismo para melhorar o mundo e o futuro da humanidade]

“O homem precisa sempre de libertar-se dos seus medos e pecados; ele precisa de aprender a amar a Deus como amigo e a dar sentido à própria existência. Neste sentido, os Pastores têm um papel importante, ao conduzir o seu rebanho à meta estabelecida”, concluiu o Papa

Nota: Parênteses acresentados. Tudo está se encaminhando para o que temos publicado, não só neste blog, mas em muitos outros como o Diário da Profecia, Munto Proféticos e muitos outros.

Calota polar no Ártico nunca foi tão pequena

Cobertura de gelo no Pólo Norte, em 2008, regride a nível recorde, inferior a 4,13 milhões de

Estudo que será divulgado hoje pelo Fundo Mundial para a Natureza (conhecido por sua sigla em inglês WWF), aponta que 2008 deve registrar o menor nível de cobertura de gelo no Pólo Norte, inferior aos 4,13 milhões de quilômetros quadrados do ano passado, o recorde anterior.

"Há menos gelo no Ártico neste ano que em qualquer outro desde que os controles começaram", alertou Martin Sommerkorn, coordenador do programa do Ártico do WWF.

Na prática, o Ártico pode se transformar em um continente sem gelo por alguns dias do verão. Os ambientalistas alertam que as conseqüências para o aquecimento global podem ser "catastróficas".

O gelo que está sendo perdido é o mais antigo e grosso, o que significa que a região está sendo coberta por uma camada cada vez mais fina.Pelos cálculos do WWF, a área de gelo que tem pelo menos cinco anos caiu 56% entre 1985 e 2007, enquanto o gelo mais antigo praticamente desapareceu.

"Estamos esperando que 2008 seja o pior ou o segundo pior com respeito à cobertura de gelo no verão", afirmou o cientista. "Já existem sinais de que espécies como o urso polar estão sofrendo efeitos negativos por causa da erosão das plataformas onde vivem", disse.

O motivo do degelo é o aquecimento global. E uma de suas conseqüências é mais aquecimento. Como o gelo é branco, a maior parte da luz do sol que incide sobre ele é refletida de volta ao espaço. Ao derreter, no entanto, fica em seu lugar o mar aberto, que, sendo mais escuro, absorve a luz e esquenta. Isso ajuda a derreter ainda mais o gelo. O processo continua até que não haja mais o que derreter.

Em observações de campo realizadas durante as duas últimas décadas, Peter Wadhams, professor de física oceânica da Universidade de Cambridge, verificou que a espessura média do gelo foi reduzida em 40%.

"Trata-se também do primeiro ano em que a passagem entre a América do Norte e a Rússia está livre do gelo", disse Sommerkorn. Estrategistas militares consultados pelo Estado confirmam que tanto os norte-americanos quanto os russos estão dispostos a financiar expedições de peso para pequisar reservas de petróleo na região.

IRONIA

"Tudo indica que temos uma Arábia Saudita debaixo do Ártico. Até hoje ela era inacessível. Mas com o petróleo a preços altos e o degelo, os incentivos são reais para explorar essa possibilidade", afirmou Don Gautier, chefe do Departamento de Geologia dos EUA. Os campos de gás e petróleo sob a calota polar ártica são estimados por alguns geólogos em 25% das reservas mundiais não descobertas.

Mark Serreze, especialista do Centro Nacional de Neve e Gelo da Universidade do Colorado, tem apontado a "grande ironia" desse processo: o derretimento da calota polar aumentaria o acesso a mais combustíveis fósseis e sua exploração aceleraria ainda mais o ritmo de mudança climática.

Fonte O Estadão

14 setembro 2008

A chapa tá esquentando

13 de Setembro de 2008

A Europa tem sido castigada por ondas de calor que passam dos 40 graus centígrados, ciclones estão o quintal das nossas casas. O número de desertos aumenta a cada dia, furacões, tsunamis causam mortes e destruição em várias regiões do planeta e as calotas polares estão derretendo, fato que pode ocasionar o avanço dos oceanos sobre cidades litorâneas. Furações e tornados são cada vez mais freqüentes no hemisfério Norte. Os cientistas são unânimes e quando o assunto é apontar um culpado: o aquecimento global

Pesquisadores do clima mundial afirmam que este aquecimento global está ocorrendo em função do aumento da emissão de gases poluentes, principalmente, derivados da queima de combustíveis fósseis como gasolina e diesel. Estes gases, ozônio, dióxido de carbono, metano, óxido nitroso e monóxido de carbono, quando lançados na atmosfera, formam uma camada de poluentes, de difícil dispersão, causando o famoso efeito estufa. Este fenômeno ocorre, porque estes gases absorvem grande parte da radiação infra-vermelha emitida pela Terra, dificultando a dispersão do calor.

O desmatamento e a queimada de florestas e matas também colabora para este processo. Os raios do Sol atingem o solo e irradiam calor na atmosfera. Como esta camada de poluentes dificulta a dispersão do calor, o resultado é o aumento da temperatura global. Embora este fenômeno ocorra de forma mais evidente nas grandes cidades, já se verifica suas conseqüências em nível global.

Leia mais em Barriga Verde

PAPA PEDE, NA FRANÇA, REFLEXÃO SOBRE LAICIDADE

PARIS, 12 SET (ANSA) - O papa Bento XVI pediu hoje por uma "nova reflexão sobre o verdadeiro significado e sobre a importância da laicidade", durante um discurso para as autoridades francesas no primeiro dia de sua viagem a França.

No Palácio presidencial do Eliseu, o Pontífice afirmou que "as raízes de França, como as da Europa, são cristãs".

Bento XVI lembrou o discurso proferido em dezembro na basílica de São João de Latrão, em Roma, pelo presidente francês, Nicolas Sarkozy, que falou do "laicismo francês".

Antes do discurso, durante o vôo a Paris, o Papa falou que "a laicidade não está em contradição com a fé" e que isto vale para os franceses e para os cristãos em geral.

"É importante viver a liberdade da nossa fé com alegria. Mostrar a fé é algo necessário, hoje, para a sociedade", disse Bento XVI aos jornalistas no avião a caminho da França, décima viagem internacional em seu pontificado.

O Papa visitará o santuário de Lourdes em ocasião do 150º aniversário das aparições da Virgem.

O Pontífice, de 81 anos, foi recepcionado no aeroporto de Orly pelo Sarkozy e sua esposa, Carla Bruni.

O presidente da França, laica, demonstrou uma forte sintonia com vários temas de interesse do Papa: a distinção entre fé e política - "seria uma loucura privar as pessoas das religiões" - assim como um capitalismo que não pense no seu crescimento, "mas no desenvolvimento da pessoa".

Sarkozy também expressou sua "preocupação" pela natureza, e elogiou a presença das reflexões religiosas, "ricas após tantos séculos", sobre as questões bioéticas.

"Não queremos uma retomada das guerras religiosas, trabalhamos pela paz", disse Sarkozy ilustrando, ao lado de Bento XVI no Eliseu, seu conceito de "laicidade positiva".

"Com freqüência tenho a oportunidade de falar das raízes cristãs da França: isso não nos impede de fazer tudo para que nossos compatriotas mulçumanos possam viver sua religião da mesma forma que os demais", acrescentou o presidente francês.

Sarkozy afirmou que a França possui uma "diversidade" cultural populacional muito grande e "exige para si como uma riqueza", e acrescentou que "a prática da laicidade positiva é a busca de um significado, o respeito das convicções". (ANSA) 12/09/2008 16:55

Fonte Ansalatina.com.br

Nota: Para quem ainda não sabe ao certo o significado de Laicismo leiam como João Paulo II definiu: é "uma ideologia que leva gradualmente, de forma mais ou menos consciente, à restrição da liberdade religiosa até promover um desprezo ou ignorância de tudo o que seja religioso, relegando a fé à esfera do privado e opondo-se à sua expressão pública". Agora o que é Laicismo positivo? Simples. É considerar o que a Igreja indica como sendo um bem comum para todos, como o próprio Sarkozy fala de sua preocupação com a natureza e a bioética, o Aquecimento Global, e assim impor para todos, a liberdade religiosa será tirada somente de alguns. BXVI já falou do sentido ecológico do domingo. Está claro, não está? Toda essa discussão em torno do laicismo é para que o Estado se una com a Igreja para que possam combater o aquecimento global, tentando assim, salvar a natureza. Não sabendo eles, ou sabendo, que a instituição do domingo como dia de guarda, substituindo o sábado, é uma afronta a Deus, pois foi o sábado que Deus instituiu para isso. Assim sendo, a liberdade religiosa será tirada somente de um pequeno povo. Imagine quem? Esse é o laicismo positivo pregado por Bento XVI que já tem ganhado simpatizantes como Sarkozy, presidente francês, e mediante tanta badalação da amizade de BXVI e Bush, por que não dizer que Bush tambám já é simpatizante.

Vaticano quer punição de comediante que chamou Papa de "passivo"

"Dentro de vinte anos, o Papa estará onde ele deve estar, no inferno, atormentado por um grande número de demônios bufantes - e muito mais ativo, e não passivo, queridos ", disse a comediante italiana Sabina Guzzanti se referindo a interferência do Vaticano em questões como direitos dos homossexuais, durante um comício em Roma.

Devido a sua satirização, Guzzanti é acusada pelo vaticano de "ofender a honra da pessoa sagrada e inviolável" do Papa Bento XVI.

A instituição religiosa quer a punição da comediante e pressiona o Ministro da Justiça Italiana com base em uma lei de 1929, assinada pelo líder fascista Benito Mussoline, que determina que um insulto ao Papa tem a mesma relevância que um insulto ao Presidente italiano.

Fonte A Capa

Nota: Brevemente aqueles que acusam o Papa de a Besta de Apocalipse 13 estarão sofrendo o mesmo tipo de punição ou ainda pior. Isto é só uma amostra do que em breve está para acontecer.

Papa adverte contra fundamentalismo e arbitrariedade subjetiva

Bento XVI encontra-se com intelectuais no 1º dia de viagem à França.No sábado, ele celebra o 150º aniversário das aparições em Lourdes.

O Papa Bento XVI advertiu que a atual geração deve enfrentar "os extremos da arbitrariedade subjetiva e do fanatismo fundamentalista", em um encontro com 700 intelectuais e acadêmicos, no primeiro dia da visita a França.

"Seria fatal se a cultura européia de hoje entendesse a liberdade apenas como a falta total de vínculos e com isto favorecesse inevitavelmente o fanatismo e a arbitrariedade", afirmou o Papa em um discurso pronunciado em francês em um colégio no centro de Paris.

"No cristianismo existe um vínculo superior ao da letra dos textos sagrados", que definiu como o "vínculo do entendimento e do amor".

Bento XVI afirmou que esta maneira de interpretar os textos sagrados do cristianismo "exclui tudo o que hoje se chama fundamentalismo", em um discurso no qual explicou a relação da fé e da razão do catolicismo e suas raízes no monarquismo medieval.

"O cristianismo não é apenas uma religião do Livro no sentido clássico", manifestou, recordando uma frase de São Paulo: "a letra mata e o Espírito dá vida".

Apresentada como uma reunião com o mundo da cultura, o encontro teve a presença de dois ex-presidentes, Valerie Giscard d'Estang e Jacques Chirac, o prefeito de Paris, Bertrand Delanoe, e líderes muçulmanos, como Dalil Bubaker, reitor da grande mesquita de Paris.

Também participaram os escritores Daniel Pennac, François Cheng e Jonathan Littel, o filósofo Régis Debray, o chef Alain Passart, assim como os historiadores Emmanuel Le Roy Ladurie e Max Gallo.

Diante deles, o Sumo Pontífice alertou para os riscos de uma cultura "meramente positivista" que reduza a religião a um tema de crenças pessoais.

"Uma cultura meramente positivista que circunscrevesse ao campo subjetivo, como não científica, a pergunta sobre (a existência de) Deus, seria a capitulação da razão", argumentou.

"O que é a base da cultura da Europa, a busca de Deus e a disponibilidade para escutá-lo, continua sendo ainda hoje o fundamento de toda verdadeira cultura", decretou.

O Papa também insistiu na necessidade de ter o Criador "como modelo" no trabalho e na "determinação da história por parte do homem".

"Onde este modelo falta e o homem se torna a si mesmo criador deiforme, a formação do mundo pode facilmente transformar-se em sua destruição", completou.

Em seguida o Papa celebrou as vésperas em Notre-Dame.

No sábado, Bento XVI viajará a Lourdes para celebrar o 150º aniversário das 18 aparições da Virgem Maria à pastora Bernadette Soubirous, em 1858.

Fonte Portal G1

Nota: Bento XVI tem falado em todos os seus discursos, usando termos diferentes, mas sempre com o mesmo significado contra o "extremismo religioso", desta vez utilizou o termo de Paulo "a letra mata" e que quem age diferente, age contra o amor. Tudo isso é um recado para quem? Não será um recado para cada guardador do sábado que prega que este dia continua sendo o dia escolhido por Deus para adoração. Que este dia nunca perdeu o seu significado deste os tempos mais antigos. Que este dia foi o escolhido por Deus para que o homem O reconhecesse como Criador de todas as coisas.

Bento XVI está apenas preparando o caminho, para que em breve todos possam dizer que ele está certo e que o povo que deseja obedecer a Deus está errado. Por isso Paulo advertiu: "Ninguém de modo algum vos engane; porque isto não sucederá sem que venha primeiro a apostasia e seja revelado o homem do pecado, o filho da perdição, aquele que se opõe e se levanta contra tudo o que se chama Deus ou é objeto de adoração, de sorte que se assenta no santuário de Deus, apresentando-se como Deus". II Tes. 2:3-4. Vejam que Paulo nos diz que haveria um homem que se levantaria com sendo representante de Deus e se colocaria contra o próprio Deus e contra a sua adoração, não será este homem aquele que está tentando mudar o que Deus escreveu com seu próprio dedo, a sua Lei, onde ensina que o dia dedicado exclusivamente para adoração do Criador é o Sábado. Êxodo 20:8-11.

12 setembro 2008

'Laicismo positivo nega a intolerância', afirma número dois do Vaticano

CIDADE DO VATICANO (AFP) — Na véspera da visita à França do Papa Bento XVI, o secretário de Estado do Vaticano, cardeal Tarcisio Bertone, declarou à AFP que o "laicismo positivo nega a intolerância ou a hostilidade".

"Ninguém deve ser obrigado a crer e ninguém deve ser impedido de crer" [mas sim a obedecer], escreveu o número dois do Vaticano em reação ao conceito de "laicismo positivo" mencionado pelo presidente francês, o conservador Nicolas Sarkozy em um discurso feito no final de 2007 em Roma.

Estes são os principais trechos desta declaração, originalmente em francês, dedicada essencialmente às relações entre Igreja e Estado.

Sobre a Igreja e o laicismo positivo, o cardeal Bertone considera que "a Igreja (...) pode deixar clara a sua opinião sobre um ou outro aspecto da legislação de um país, se ficar evidenciado que se distancia da lei natural [Leia-se: os Dez Mandamentos Católicos] ou do bem comum [Leia-se: Proteção ao Meio Ambiente e à Família]. Ao mesmo tempo deve respeitar e ser respeitada. Respeitar não significa fazer pactos ou ser indiferente, e sim observar com atenção e inclusive admiração, ao mesmo tempo que se conserva a liberdade de divulgar o que deve ser retificado[leia-se: a Guarda do Domingo] ou modificado".

Acrescenta que "a laicidade positiva rejeita a intolerância ou a hostilidade; respeita, anima e busca engrandecer o outro para levá-lo a se superar e a dar o melhor de si. Ninguém deve ser obrigado a acreditar, pois Deus quer a adesão de um homem livre; ninguém deve ser impedido de acreditar, pois a profissão e o exercício da fé fazem parte dos direitos imprescritíveis do homem".

Sobre as relações entre a Igreja e o Estado, Bertone afirma: "parece-me que é preciso levar em consideração o ensino do evangelho 'dar a César o que é de César e a Deus o que é de Deus' [Leia-se: Domingo, Dia do Senhor]. As competências próprias da Igreja e do Estado não devem ser confundidas nem ignorados, mas devem atuar de maneira harmoniosa e complementar, cada um em seu campo específico, para trabalhar pela felicidade do homem [Leia-se: Proteção ao Meio Ambiente e à Família] (...).

"O Estado assegura, pelas leis e a regulação da vida social, uma felicidade terrestre legítima e necessária. A Igreja explica, pela apresentação da lei divina[Leia-se: Dez Mandamentos Católicos], o anúncio do Evangelho e a vida dos sacramentos, as condições de felicidade eterna (...). As leis do Estado valem para todos, o chamado de Deus vale para todos (...) a Igreja e o Estado trabalham pelo bem da mesma pessoa humana. Por isso, como o diz o Concílio Vaticano II, uma 'sã colaboração' é sempre preferível".

Bento XVI vai encarar o mundo acadêmico e laico em Paris

O Papa Bento XVI vai encarar na sexta-feira em Paris o mundo da cultura e acadêmico francês, com o qual abordará um dos temas mais polêmicos e importantes de seu curto pontificado: o papel do cristianismo na sociedade contemporânea. [leia-se: Crises Globais como: Aquecimento Global, Fome, Crise Financeira, Guerras e etc.]
Dois anos depois da memorável dissertação pronunciada aos acadêmicos da Universidade alemã de Ratisbona, que gerou fortes tensões com o mundo muçulmano ao ter relacionado fé, razão, violência e Islã, Bento XVI conversará com cerca de 700 intelectuais franceses sobre vários assuntos espinhosos.
Brilhante teólogo, autor de vários livros, Bento XVI presidirá uma conferência no dia de sua chegada à capital francesa, em 12 de setembro, a um seleto público de intelectuais no Collège des Bernardins, centro de pesquisa e debate da Igreja católica francesa. "Este será sem dúvida um momento grandioso", comentou um prelado italiano.
"A viagem para a França permitirá ao Papa voltar a falar de um tema chave de seu pontificado, que é o papel da religião em nível público nas sociedades ocidentais, num momento em que o cristianismo tem se enfraquecido", explicou à AFP Marco Politi, vaticanista do "La Repubblica".
Bento XVI considera que o cristianismo no mundo de hoje deve servir de "ponto de referência porque o povo perdeu a confiança na razão".
O peso e os valores da religião católica na sociedade moderna serão analisados pelo Papa alemão também no mesmo dia com o presidente francês, Nicolas Sarkozy.
"O Papa pronunciará um discurso claro sobre um laicismo sadio e também dirá palavras luminosas sobre a cultura ao mundo acadêmico", antecipou o cardeal francês Jean Louis Tauran, presidente do pontifício conselho para o diálogo inter-religioso, que acompanhará o Papa durante a viagem à França.
O conceito de "laicismo positivo" defendido por Sarkozy com o mesmo Pontífice durante seu primeiro encontro no Vaticano em dezembro de 2007 foi muito bem recebido pela hierarquia da Igreja, que espera passos nesta direção.
"Esperamos que este conceito de laicismo, aberto à religiosidade, passe aos poucos para os fatos", declarou o número dois do Vaticano, cardeal Tarcisio Bertone, ao jornal católico francês La Croix.
Bento XVI, que foi eleito quando era cardeal em 1992 pela prestigiosa Academia das Ciências Morais e Políticas da França sucessor do dissidente russo Andrei Sajarov, é um admirador da cultura clássica francesa e fala perfeitamente o francês.
Após ser eleito ao trono de Pedro em 2005, Bento XVI lançou uma verdadeira campanha contra o laicismo e o relativismo que assola sobretudo a Europa, temas centrais de seus discursos mais importantes.
Suas posições, tachadas por alguns de conservadoras, desatou a ira do mundo muçulmano em 2005, assim como de setores puramente universitários, como ocorreu em janeiro deste ano, quando teve que desistir de pronunciar um discurso na Universidade de Roma La Sapienza após os protestos de professores e estudantes.
"O Papa defende seu direito de falar em espaço laico e fala como representante de uma comunidade que conserva como tesouro o conhecimento e experiências éticas importantes para toda a Humanidade. Fala como representante de uma razão ética", explicou então o pontífice teólogo.
Nota: Não restam dúvidas quanto ao desejo da Igreja Católica de impor suas leis em todos os países. Laicismo está sendo combatido de todas as formas por Bento XVI, pois desta maneira poderá ele trabalhar para impor as leis católicas para o mundo. Agora com a filosofia de um laicismo positivo a Igreja e o Estado estarão trabalhando juntos para combater o Aquecimento Global e proteger a família de forma que ninguém, que se coloque contra, possa ficar impune. Oremos a Deus para concecer-nos forças para permancermos fiéis até o fim.

EMPRESAS DE TELEFONIA SÃO OBRIGADAS A FORNECER DADOS DE USUÁRIOS SOB CONDIÇÕES ESPECIAIS

O juiz substituto Fábio Cordeiro Lima, da 1ª Vara Federal de Sergipe, determinou às operadoras de telefonia forneçam dados cadastrais de seus usuários quando forem requisitados por delegados federais e membros do Ministério Público Federal (MPF) que exerçam as suas funções no âmbito dos Estados integrantes da 5ª Região (Estados de Alagoas, Ceará, Paraíba, Pernambuco, Rio Grande do Norte e Sergipe). Todavia, o magistrado impôs uma série de restrições para a operação, entre elas a de que as autoridades que receberem as respostas das operadoras devem conferir tratamento sigiloso aos dados, além de limites com relação ao tipo de informação fornecida.

Na ação, o MPF alega que a dificuldade de acesso aos dados prejudica o andamento de seus trabalhos, bem como o da Polícia, principalmente quando é preciso requerer em juízo a interceptação telefônica de determinada pessoa. Estão como rés no processo: Tele Norte Leste Participações S/A (Telemar – Telefonia Fixa e Oi – Celular), Embratel – Empresa Brasileira de Telecomunicações S/A, Intelig Telecomunicações Ltda., Telesergipe Celular S/A (Vivo – Telefonia Celular), TIM – Telecom Italia Mobile e Maxitel S/A, Claro – BCP S/A e Agência Nacional de Telecomunicações – Anatel.

Apenas o nome, filiação, RG, CPF, endereço e número do telefone podem ser disponibilizados, com as condições de que, em nenhuma hipótese, as informações cedidas conterão registros de ligações telefônicas, nº de conta bancária, comprovante de renda ou qualquer outro dado, que possam expor a privacidade do indivíduo. Segundo o magistrado, os dados em tela não revelam aspectos da personalidade da pessoa e, em conseqüência, não atingem o âmago da privacidade, logo a sua proteção não pode ser tão forte como no sigilo bancário, fiscal ou telefônico. Protege-se o sigilo bancário, fiscal ou telefônico porque tais dados, se revelados, podem fornecer importantes subsídios da vida pessoal – com quem falou, o que comeu, o que comprou etc.

Ora, o dever de sigilo não pode ser mantido quando existirem razões para a publicidade, ainda que restrita a determinados agentes públicos. No presente caso, a restrição ao direito à privacidade é mínima – considerando que os dados não revelam aspectos da personalidade do indivíduo, que não se trata de devassa indiscriminada à vida das pessoas e, sim, pontual e específica, condicionada à satisfação de determinados requisitos – quando comparada com os ganhos da persecução penal. Assim pontuou o juiz, acrescentando: além das situações narradas pelo Ministério Público, entendo que a medida irá agilizar a persecução penal, pois poderá ser utilizada para localizar pessoas a fim de ouvi-las na qualidade de investigada ou testemunha.
O juiz determinou que o agente público que receber as informações albergadas na decisão passa a ser detentor do sigilo, devendo a sua utilização ficar restrita para fins legítimos da investigação e/ou processo judicial em curso, acrescentando que o servidor que se utilizar dos dados para fins estranhos deverá ser submetido cumulativamente à responsabilidade civil, administrativa e penal.

Fábio Cordeiro ainda ressaltou que, na atualidade, com o advento da Internet, é praticamente impossível manter o anonimato. Basta lançar o nome da pessoa em um site de busca da Internet para verificar-se a quantidade de dados disponíveis sobre a pessoa ou, então, publicar um foto, artigo e etc. O dado, uma vez disponibilizado na Internet sem qualquer restrição, se perde por este oceano.

Fonte Plenátio a Notícia

Nota: Isso já era de se esperar. Brevemente eles estarão solicitando informações de pessoas que entrarão na lista de perigosos para o meio ambiente e para família. Alguns "fanáticos religiosos", como serão chamados, passarão por provas e perseguições como jamais houve. Mas em meio a toda esta perseguição se levantará Miguel, o Grande Princípe, para libertá-los das prisões e conceder-lhes a vitória eterna.