30 outubro 2008

Vamos mudar o país e o mundo’, diz Obama

Ao longo de 30 minutos no horário nobre e em formato de documentário com música de fundo e tom épico, o candidato democrata à Presidência dos Estados Unidos, Barack Obama, tratou de alguns dos temais mais relevantes da disputa eleitoral, sempre fazendo uma correlação com casos reais de famílias americanas. E prometeu, caso seja eleito: “Vamos mudar o país e mudar o mundo.”...

América, a hora da mudança chegou”, disse, entrando ao vivo da Flórida ao final do anúncio de 30 minutos. “Em seis dias podemos transformar este país, podemos nos reunir como uma nação, um povo”, afirmou. “É por isso que vamos lutar. Se vocês ficarem ao meu lado, prometo que vamos vencer as eleições e juntos, consertar o país e mudar o mundo” finalizou....


...O jornalista Olavo de Carvalho, em recente matéria no Jornal do Comércio, notou a magnética popularidade de Obama, capaz de atrair inimigos tradicionais americanos "sem que isto desperte contra ele a menor desconfiança do establishment americano". Os efeitos da campanha de Obama, segundo ainda o mesmo articulista, podem ser comparados ao que se viu quando Hitler estava em campanha (1933), no que diz respeito à "amálgama de promessas utópicas, propaganda avassaladora, beatificação psicótica do líder, apelo racial, controle da mídia e intimidação sistemática do eleitorado". O jornalista Michelson Borges, comentando o artigo de Olavo, se pergunta de uma perspectiva profética: "Se ele [Obama] vencer as eleições, o que poderá vir por aí?".

A verdade é que a liderança carismática de Obama, sua postura (que os analistas já compararam a um ator interpretando um presidente, de tão suave e segura) e seu enfoque na mudança conquistaram apaixonados por toda a América do Norte. Ele é o tipo de líder que propõe desafios a seus ouvintes, que dá um certo toque de realismo duro, sem muitos enfeites, o que soa como um pai aconselhando um filho....


Nota DDP: Ao que parece o candidato Obama absorveu de vez o rótulo de "escolhido". A sua referência aos "seis dias", não pode ser despropositada. Podemos estar diante, como tantos outros traços do tecido profético estão demonstrando, dos últimos eventos desta terra. Veja mais em "A eleição americana". Não esqueça da sua lâmpada. O Noivo logo vem.


"Eles estão agindo como cegos. Não vêem que se um governo protestante abandona os princípios que deles fizeram uma nação livre e independente, e, pela legislação, introduz na Constituição princípios que propaguem a falsidade e ilusão papal, eles estão se lançando nos horrores romanos da Idade Média". Review and Herald Extra, 11 de dezembro de 1888.

"O pretenso mundo protestante formará uma confederação com o homem do pecado, e a igreja e o mundo estarão em corrupta harmonia". The Seventh-day Adventist Bible Commentary, vol. 7, pág. 975.

"Quando as principais igrejas dos Estados Unidos, ligando-se em pontos de doutrinas que lhes são comuns, influenciarem o Estado para que imponha seus decretos e lhes apóie as instituições, a América protestante terá então formado uma imagem da hierarquia romana, e a inflição de penas civis aos dissidentes será o resultado inevitável. ...

A imposição da guarda do domingo pelos protestantes é uma obrigatoriedade do culto ao papado.

...No próprio ato de impor um dever religioso por meio do poder secular, formariam as igrejas mesmas uma imagem à besta; daí a obrigatoriedade da guarda do domingo nos Estados Unidos equivaler a impor a adoração à besta e à sua imagem". O Grande Conflito, págs. 445, 448 e 449.

"Quando o protestantismo estender os braços através do abismo, a fim de dar uma das mãos ao poder romano e a outra ao espiritismo, quando por influência dessa tríplice aliança a América do Norte for induzida a repudiar todos os princípios de sua Constituição, que fizeram dela um governo protestante e republicano, e adotar medidas para a propagação dos erros e falsidades do papado, podemos saber que é chegado o tempo das operações maravilhosas de Satanás e que o fim está próximo". Testemunhos Seletos, vol. 2, pág. 151.

Cristãos e hindus: juntos pela não violência

(29/10/2008) Os hindus celebraram neste dia 28 o primeiro dia da festa de Diwali, a festa da luz, solenidade religiosa que dura cinco dias, com celebrações familiares e comunitárias.

O Conselho Pontifício para o Diálogo Inter-religioso publicou uma mensagem de felicitações à comunidade hindu, onde o Cardeal Jean-Louis Tauran, presidente deste organismo vaticano propõe uma reflexão sobre como podemos viver em harmonia na sociedade atual, testemunhando os valores da verdade, da luz e da esperança celebrados pelo Diwali.

Com o título «Cristãos e hindus: juntos pela não-violência», o cardeal adverte que, “enquanto as religiões são acusadas de serem responsáveis pelos males da sociedade, na verdade, são instrumentalizadas para fins violentos”.

O purpurado recorda que na tradição hindu a não-violência é um dos ensinamentos mais importantes. O Mahatma Gandhi, o Pai da nação indiana, durante sua luta pela liberdade percebeu que aplicando o princípio «olho por olho», “o mundo todo se tornaria cego”. Gandhi, afirma o cardeal, “é um modelo de não-violência, a ponto de sacrificar a própria vida para não aderir ao uso da força”.

“A não-violência não é uma táctica, mas é a atitude daquele que está tão convencido do amor de Deus e da sua potência, que não teme enfrentar o mal com as armas do amor e da verdade. O amor pelos próprios inimigos é a revolução do amor, um amor que fundamentalmente não depende das capacidades humanas, mas é um dom de Deus".

Aos líderes religiosos, o cardeal apelou para que promovam “a sacralidade da vida humana, o bem dos pobres e dos fracos e que colaborem, através do diálogo, para que seja respeitada a dignidade do ser humano, sem distinções de raça ou casta, credo ou classe".

“Hindus e cristãos devem deixar-se vencer pelo amor sem reservas, convictos de que a não-violência é o único caminho para construir uma sociedade global mais compassiva, mais justa e mais atenta aos necessitados. Esta é a nossa esperança e a nossa oração”.

Fonte Rádio Vaticano

Nota: Quando algo está em risco, normalmente as religiões tendem a se unirem, colocando de lado as diferenças e concordando nos pontos doutrinários que se coadunam. Hoje estão juntas para combaterem a violência, amanhã estarão juntas para combater o aquecimento global e esperarem o “enviado” que todas as religiões aguardando.

Papa a canadenses: liberdade não é valor individual absoluto, mas dom de Deus

CIDADE DO VATICANO, quinta-feira, 30 de outubro de 2008 (ZENIT.org).- O Papa afirmou hoje, em seu discurso à nova embaixadora do Canadá na Santa Sé, Anne Leahy, que a liberdade «não pode ser invocada para justificar certos excessos» que poderão levar a «uma regressão no conceito de ser humano», especialmente em questões como a vida e a família.

É necessária, explicou, uma «redefinição do sentido da liberdade», cada vez mais percebida como «um direito intocável do indivíduo», enquanto se ignora «a importância de suas origens divinas e sua dimensão comunitária».

«Segundo esta interpretação, o indivíduo sozinho poderia decidir e escolher a fisionomia, as características e as finalidades da vida, da morte e do matrimônio», disse o Papa.

Contudo, acrescentou, «a verdadeira liberdade se funda e se desenvolve ultimamente em Deus. É um dom que é possível acolher como um germe e fazer amadurecer de maneira responsável, para enriquecer verdadeiramente a pessoa e a sociedade», e tem como referência «uma lei moral natural de caráter universal, que precede e une todos os direitos e deveres».

O Papa mostrou seu convencimento de que uma cultura de vida, especialmente quanto à defesa da vida e da família, «poderá revitalizar novamente o conjunto da existência canadense pessoal e social. Sei que é possível e que seu país é capaz disso», acrescentou.

Fonte Zenit

Nota: Isto confirma o que foi dito em posts anteriores quanto à liberdade religiosa. Só terá direito à liberdade que estiver aderido ao ecumenismo e ao ecomenismo que terão como ponto de união a Lei Natural (Dez mandamentos católicos) para proteger o planeta e a família, que estão sofrendo as mais severas ameaças pelo homem. Quem não aceitar as imposições da Lei natural serão considerados contra a vida e contra a família, então deles será tirada a liberdade. A preservação da vida tem a haver quanto à preservação do planeta e o bem estar da família que precisa ter tempo para reavivar os laços familiares. BXVI já deixou claro quanto ao Sentido Ecólogico do Domingo que é um bem para o planeta e para a família e consta na lei natural do dez mandamentos católicos. O recado foi dado e nós entendemos, ou melhor, já haviamos entendido e faz algum tempo.

27 outubro 2008

Papa: obedecer palavra divina desenvolve liberdade

A obediência à Palavra de Deus não é um ataque à liberdade individual, "mas desenvolve todas as possibilidades de nossa liberdade", disse hoje o papa Bento XVI aos 253 bispos que participaram do Sínodo e aos quais ofereceu um almoço de despedida.

Um dia antes de Bento XVI encerrar a 12ª Assembléia sinodal com uma missa solene na Basílica de São Pedro, o pontífice ofereceu hoje um almoço aos prelados no átrio da Sala Paulo VI, perante os quais ressaltou que o Sínodo foi uma escola de "ouvir".

"Ouvimo-nos uns aos outros e aprendemos a escutar melhor a Palavra de Deus", afirmou o pontífice.

"Não sei se o Sínodo foi mais interessante ou edificante, mas, em qualquer caso, foi comovente, já que nos enriquecemos ouvindo", acrescentou.

O papa acrescentou que, no ato de escutar, "aprendemos a realidade mais profunda, a obediência à Palavra de Deus, a conformação de nosso pensamento, uma obediência que não é um ataque à liberdade, mas desenvolve todas as possibilidades de nossa liberdade".

Bento XVI disse se sentir "um pouco preocupado", já que achava que estava violando "o direito humano de alguns ao repouso noturno e também ao descanso de domingo, que são direitos realmente fundamentais".

O pontífice se referia à quantidade de trabalho gerada pelo Sínodo nestes 21 dias e que obrigou muitas pessoas a trabalhar horas e horas, sem levar em conta se era domingo, manhã ou noite.
"Temos que refletir como melhorar nos próximos Sínodos estas situações", ressaltou.

Fonte Terra

EUA-ELEIÇÕES: RAÇA E RELIGIÃO NÃO DOMINAM CAMPANHA

WASHINGTON, 26 OUT (ANSA) - Apesar das sombrias previsões de alguns comentaristas, as questões de raça e religião percorreram um caminho relativamente tranqüilo na campanha presidencial dos Estados Unidos, na qual o candidato que lidera as pesquisas é um afroamericano cujo segundo nome é "Hussein".

Levando em conta o precedente de 2004, quando a equipe do presidente George W. Bush lançou mão de argumentos polêmicos contra o desafiante democrata John Kerry, muitos temeram o pior para a corrida presidencial entre Barack Hussein Obama e John McCain.

De fato, ainda existem sites proclamando que Obama seja muçulmano (o democrata é cristão protestante) e alguns analistas apontam para a possibilidade de que a cor do senador pese no momento definitivo.

Mas, pelo menos agora, a 10 dias das eleições, a campanha "oficial" dos republicanos economizou apelos racistas para beneficiar John McCain.

O que se percebe, é que a religião e a raça estão desempenhando um papel considerável na geografia do voto, ou seja, os estados com maior número de afroamericanos tendem a apoiar Obama, enquanto a direita cristã aguarda um milagre em nome do aspirante republicano.

Fonte Ansalatina

Nota: Religião e política nos EUA sempre andaram juntas.

Dois terremotos atingem a Califórnia

Informação é do Centro Nacional de Terremotos dos EUA.Tremores têm intensidade de 4,1 e 5,1 graus na escala Richter.

Dois terremotos atingiram a região norte da Califórnia na manhã deste domingo (26), informou o serviço geológico dos Estados Unidos. O epicentro do primeiro tremor, de 5,1 graus na escala Richter, ocorreu cerca de 35 km a oeste da cidade de Petrolia. A cidade fica 416 km ao norte de San Francisco. O terremoto foi registrado por volta das 7h26 (horário de Brasília) e tinha 17 km de profundidade, de acordo com o central nacional de terremotos do país.

O segundo teve intensidade de 4,1 graus, ocorreu cerca de um minuto mais tarde, a cerca de 17 km a sudoeste da cidade de Fort Ross, segundo o Centro Nacional de Terremotos dos EUA. De acordo com a agência Reuters, que cita autoridades locais, não há informações sobre possíveis danos ou vítimas.

Tremores de magnitude 5 são considerados moderados, mas capazes de causar danos consideráveis. Já tremores de magnitude 4 são classificados como leves, capazes de danos moderados.

Fonte Portal G1

Nota: O sinais estão cada vez mais fortes e se intensificarão ainda mais.

Projeto que proíbe provas aos sábados, em respeito a preceitos religiosos, será debatido em audiência pública

A Comissão de Educação, Cultura e Esporte (CE) realiza audiência pública, nesta quarta-feira (22), para discutir projeto de lei do Senado (PLS 261/04), de autoria da ex-senadora e atual governadora do Pará, Ana Júlia Carepa, que proíbe a realização, aos sábados, de provas de concursos públicos, disciplinas curriculares e exames vestibulares promovidos pela administração pública direta e indireta, autárquica e funcional.

O projeto tem por objetivo respeitar os adventistas do sétimo dia e os seguidores de outras religiões que, de acordo com seus preceitos religiosos, dedicam os sábados exclusivamente às atividades religiosas. Também visa diminuir as demandas do Poder Judiciário com mandados de segurança impetrados para garantir a realização de provas em horários alternativos ao período compreendido entre as 18h de sexta-feira até as 18h de sábado.

A audiência pública contará com a participação do presidente da Associação Nacional de Dirigentes das Instituições Federais de Ensino Superior, Amaro Henrique Pessoa Lins; do diretor-executivo da Confederação Israelita do Brasil, Luiz Sérgio Steinecke; do assessor jurídico da Secretaria de Educação Superior do Ministério da Educação, Daniel Avelino; do presidente da Associação Nacional de Educação Católica do Brasil, José Marioni; e do assessor jurídico da Igreja Adventista do Sétimo Dia, Alcides Coimbra.

Da Redação / Agência Senado(Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)
79097

Fonte: http://www.senado.gov.br/agencia/verNoticia.aspx?codNoticia=79097& codApli cativo=2

Nota: Quando estiverem falando de paz e segurança... (I Tes. 5:3) Tomemos cuidado. O fim está muito próximo, pois o mundo está se preparando para dá o assalto final, e se fala de liberdade religiosa em todo o mundo e agora o senado brasileiro sai com esta. Eu pergunto: não será apenas uma forma que o nosso inimigo elaborou para nos manter despreocupados e continuarmos vivendo achando que nada irá acontecer dentro dos próximos anos? Não sei. Só tempo irá dizer. Porém a profecia é clara: "pois quando estiverem dizendo: Paz e segurança! então lhes sobrevirá repentina destruição, como as dores de parto àquela que está grávida; e de modo nenhum escaparão". I Tes. 5:3. Este "de modo nenhuma escaparão" é somente para aqueles que derem ouvidos às notícias de "paz e segurança" e não se preocuparam em manter a vida e o caráter preparados. Para aqueles que estão se preparando e acompanhando o desenrolar das profecias, está claro que o mundo e Satanás estão se arregimentando para o conflito final, só o cego não consegue ver.

Vaticano divulga as 55 propostas aprovadas no Sínodo

Cidade do Vaticano, 25 out (EFE) - Por desejo do papa Bento XVI, o Vaticano publicou hoje as 55 propostas aprovadas no Sínodo que terminou hoje, nas quais se ressalta a escolha da Igreja pelos pobres, o reconhecimento do papel da mulher no anúncio da Palavra e a potencialização do diálogo com judeus e muçulmanos.

As propostas foram apresentadas pelo cardeal de Québec (Canadá), Marc Ouellet, relator do Sínodo, e pelo bispo de Petrópolis (Rio de Janeiro), Filippo Santoro, que destacou a importância dos pobres para a Igreja da América Latina.

Santoro disse que os pobres não são apenas os destinatários da caridade, "mas também agentes de evangelização, pois estão abertos a Deus e desejosos de compartilhar com os outros".

O religioso ressaltou ainda que os pastores estão convidados "a escutar e a aprender com ele, a guiá-los na fé e a motivá-los para que sejam artífices de sua própria história".

As propostas estimulam a melhoria das homilias, expressa a preocupação com seitas e defende que a Bíblia seja traduzida para todas as línguas, bem como que cada cristão tenha a sua e que ela seja divulgada através de todos os meios de comunicação existentes.

Pela segunda vez, Bento XVI permitiu que fossem conhecidas as propostas com as quais se concluem as assembléias do Sínodo e que são transferidas ao papa para que, com elas, prepare a Exortação Apostólica - documento com o qual um Sínodo é oficialmente encerrado.

Até agora, tais propostas eram mantidas em segredo para permitir que o pontífice tivesse liberdade de ação, mas nos dois sínodos realizados durante seu Pontificado, Bento XVI preferiu revelá-las.

Nas sugestões aprovadas hoje pelos 253 bispos que participaram da 12ª Assembléia, que teve como lema "A palavra de Deus na vida e na missão da Igreja", os prelados disseram que os ensinamentos divinos vão além da Sagrada Escritura, embora esta a inclua.

Além disso, ressaltaram que o conhecimento do Antigo Testamento é indispensável para quem crê no Evangelho de Jesus Cristo.

Os bispos destacaram a preferência de Deus pelos pobres, afirmando que os primeiros que têm direito a conhecer o Evangelho são eles, pois são "necessitados não só de pão, mas também de palavras de vida".

Sobre o diálogo inter-religioso, os bispos expressaram a necessidade de incentivá-lo, ao mesmo tempo em que insistiram na importância de que seja assegurada a todos os crentes a liberdade de professar a própria religião, em particular e em público, e que o direito de consciência seja reconhecido.

Os prelados sugeriram que as conferências episcopais promovam encontros de diálogo com judeus e muçulmanos.

Sobre as conversas com os muçulmanos, o Sínodo insistiu na necessidade do "respeito à vida, aos direitos do homem e da mulher, da distinção entre a ordem política e a ordem religiosa na promoção da justiça e da paz no mundo".

"Tema importante nesse diálogo será a reciprocidade e a liberdade de consciência e de religiões", disseram os bispos.

O cardeal Ouellet afirmou que o futuro da humanidade, da paz e da justiça depende do entendimento entre pessoas de religiões diferentes.

Sobre as seitas, os bispos expressaram uma "profunda preocupação" com o crescimento e a "mutação" dessas, que "oferecem uma ilusória felicidade através da Bíblia, muitas vezes interpretada de maneira fundamentalista".

Para resistir a elas, propuseram intensificar a atividade pastoral, ajudar os fiéis a distinguirem a Palavra de Deus das revelações privadas (supostas aparições) e a conhecer "melhor as características peculiares, as causas e os promotores das seitas", entre outras coisas.

A respeito da Palavra de Deus e da Liturgia, os bispos propuseram que a Bíblia ocupe um papel de destaque nas igrejas, que o silêncio após a primeira e segunda leitura e ao final da homilia seja potencializado e que a palavra de Deus seja proclamada de maneira clara.

Sobre a homilia - um dos temas mais tratados no Sínodo -, insistiram em que deve ser preparada profundamente, levando em conta o que dizem as leituras proclamadas, o que relatam pessoalmente ao sacerdote e o que ele deve dizer à comunidade considerando o momento.
Além disso, Oullet garantiu que as homilias negativas fazem com que os fiéis procurem outras religiões.

Os bispos reconheceram o papel da mulher no Ministério da Palavra e como transmissora da fé, assim como nas celebrações da Palavra de Deus, embora tenham dito que é preciso evitar que essas celebrações se confundam com a Liturgia Eucarística.

Os padres do Sínodo propuseram que todos os fiéis, inclusive os jovens, sejam estimulados a se aproximarem da Bíblia através da Lectio divina - leitura meditada das Sagradas Escrituras.

Os prelados ressaltaram que a Bíblia exige uma análise histórica e literária que é feita através da exegese bíblica e que também tem de ser interpretada com a ajuda do Espírito Santo, por isso é necessária e estreita relação entre exegese e teologia.

O Sínodo será concluído amanhã por Bento XVI. EFE

Fonte Abril.com

Nota: Existem muitos pontos nesta notícia a ser comentado, mas tudo de alguma forma já foi feito neste blog e em outros. O que realmente importa para cada um de nós é o tempo em que estamos vivendo e o estilo de vida que estamos levando.

Tempestade tropical provoca 49 mortes no Iêmen

Publicado em 25.10.2008, às 09h09

Pelo menos 49 pessoas morreram por causa das enchentes que atingiram a região sudoeste do Iêmen, após a passagem de uma tempestade tropical que destruiu várias áreas do empobrecido país. Segundo o chefe da polícia da província de Hadramut, no sudoeste do país, Hamid el-Kharashi, o número de mortos deve subir nas próximas horas, já que há dezenas de pessoas desaparecidas e centenas de famílias desabrigadas após terem suas casas atingidas pelo transbordamento de rios e enchentes.

Mais de 638 residências foram destruídas pela força das águas apenas em Hadramut. A tempestade tropical, formada no Oceano Índico no início da semana, atingiu a Província de Hadramut na quinta-feira.

Fonte: AE

Fonte JC Online

24 outubro 2008

Europa quer convencer Estados Unidos a fundar nova ordem financeira internacional

A dimensão da crise financeira actual é quanto baste para os líderes europeus pedirem uma nova ordem financeira mundial. É com esta ideia que Nicolas Sarkozy, presidente em exercício da União Europeia, e Durão Barroso, presidente da Comissão Europeia, se reúnem hoje com o Presidente norte-americano em Camp David, no estado de Maryland.

O objectivo da reunião na residência presidencial americana é fixar as regras do jogo de uma nova ordem financeira internacional, através de uma cimeira como a de Bretton Woods, em Julho de 1944.Sarkozy diz-se optimista quando à realização de um tal encontro antes do final deste ano. Para o Presidente francês, essa cimeira deverá reunir os países do G8 (os mais industrializados), do G5 (os “emergentes”) e “um país árabe”.

A Casa Branca não coloca muitas esperanças neste encontro de Camp David e salienta que Bush recebe Sarkozy e Barroso porque estes estão de passagem, no caminho de regresso entre o Canadá e a Europa, disse ontem a porta-voz de Bush, Dana Perino. “Não acredito que se reescreva Bretton Woods amanhã em Camp David”.

Bush não se mostra muito entusiasmado com uma reforma do sistema americano que, de qualquer forma, vai ser da responsabilidade do seu sucessor, em Janeiro de 2009. Já os europeus propõem uma forma de supervisão mundial dos mercados. O Presidente americano disse hoje que acredita “firmemente na liberdade dos mercados” e alertou para os efeitos perversos que poderão ter novas regulamentações sobre a actividade económica.Sarkozy lembrou ontem a necessidade de retirar lições desta crise e alertou para o risco de a considerar um mero “parêntesis” depois do qual tudo ficará como dantes. Por isso defendeu a emergência de um “mundo novo”. “Ou bem que o regulamos, organizamos e moralizamos – e então sairá desta crise um progresso para a humanidade – ou não conseguiremos e ficará cada um por si. Este mundo poderá ser bem pior do que aquele que conhecemos hoje”, disse ontem na Assembleia Nacional do Quebeque.

A reunião em Camp David surge depois de uma semana de altos e baixos nos mercados bolsistas, totalmente “maníaco-depressivos”, segundo as palavras do Prémio Nobel da Economia deste ano, Paul Krugman.

Fonte Última Hora

Nota: Assim começará a Nova Ordem Mundial. Brevemente seremos proibidos de comprar e vender. O livre comércio e o capitalismo está chegando ao fim. A democracia está sofrendo ataques como nunca antes. Disse Ellen White: "Eles estão agindo como cegos. Não vêem que se um governo protestante abandona os princípios que deles fizeram uma nação livre e independente, e, pela legislação, introduz na Constituição princípios que propaguem a falsidade e ilusão papal, eles estão se lançando nos horrores romanos da Idade Média". Review and Herald Extra, 11 de dezembro de 1888. Esses princípios estão correndo sérios ricos e então virá o FIM!

Ecumenismo e a Legião da Boa Vontade

Com programação especial, Templo da Boa Vontade completa 19 anos

Os freqüentadores do Templo da Boa Vontade (TBV) têm duas razões para comemorar esta terça-feira (21/10): os 19 anos da fundação do templo e o Dia do Ecumenismo, data oficial no calendário do DF. Assim como em anos passados, a programação estará ligada ao ecumenismo – movimento que busca abraçar todas as religiões.


De maior destaque, o ato ecumênico na Nave do TBV, às 19h desta terça-feira, terá representantes de várias áreas do conhecimento – um padre, um pastor, um espírita, um educador, um cientista, um político e inúmeros outros, discutindo o movimento ecumênico em suas respectivas áreas. Os políticos, por exemplo, serão representados pelo deputado federal Rodrigo Rollemberg, que criou a lei instituindo o data oficial do movimento no DF em novembro de 1999.


“O templo é uma marca do ecumenismo no Brasil e no mundo”, comemora o diretor do TBV, Paulo Medeiros. Segundo dados da Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Turismo do Distrito Federal, o Templo da Boa Vontade é o monumento mais visitado da capital, com mais de um milhão visitantes, que Medeiros chama de peregrinos, pessoas que vêm ao templo para um ato de “interiorização e paz”.

Fonte Brasília em Tempo Real

Nota: Cristãos, Muçulmanos, Judeus, Espíritas, todos estão clamando em uma só voz: "Ecumenismo" - União de todas as religiões. Alguém tem dúvida de que estamos à beira do fim. Ai dos que ficarem de fora, pois só haverá liberdade religiosa para os que estiverem dentro.

EUROPA: CRISTÃOS E MUÇULMANOS REITERAM VONTADE DE DIALOGAR

Bruxelas, 23 out (RV) - Concluiu-se hoje em Malines, na Bélgica, a conferência européia entre cristãos e muçulmanos, promovido pelo Comitê para as relações com os muçulmanos na Europa da Conferência das Igrejas Européias (KEK) e pelo Conselho das Conferências Episcopais da Europa (CCEE). O tema em debate foi: "Ser cidadão da Europa e pessoa de fé. Cristãos e muçulmanos como parceiros ativos nas sociedades européias".

Na declaração final, cristãos e muçulmanos reiteraram toda a sua vontade de dialogar e colaborar com o Estado, sem renunciar à própria dimensão religiosa. "Como cristãos e muçulmanos, afirmamos que somos cidadãos e fiéis, e não cidadãos ou fiéis. Acreditamos que o futuro das sociedades européias vai depender em grande parte da nossa vontade como cidadãos e pessoas de fé de preservar e desenvolver as bases culturais e religiosas do continente".

Os líderes religiosos, portanto, condenam o confinamento da religião à esfera pessoal e o pedido de renunciar à própria identidade religiosa por meio, por exemplo, "da proibição de expor símbolos religiosos em público ou o fim das festividades religiosas, com o pretexto de que tudo isso pode ferir a sensibilidade de outros fiéis ou ir contra os princípios de um Estado secular". (BF)

Fonte Rádio Vaticana

Nota: Coro está tomando forma cada vez mais concreta e o caminho a seguir parece inevitável.

Ásia e Europa pedem ajuda ao FMI para resolver crise

Os líderes da Ásia e da Europa, reunidos em um encontro de cúpula na capital da China, pediram ao Fundo Monetário Internacional (FMI) para desempenhar um papel vital na ajuda às nações severamente atingidas pela crise econômica global. "Os líderes concordaram que o FMI deve desempenhar um papel crítico em assistir países seriamente afetados pela crise", desde que solicitado, segundo um comunicado postado na página na internet do encontro Ásia-Europa (Asem, na sigla em inglês)

O encontro de cúpula da Asem começou hoje e reúne mais de 40 líderes das duas regiões, com as conversas dominadas pela crise econômica.

Ao fim do primeiro dia de discussões, os líderes da Ásia e da Europa prometeram uma grande reforma do sistema financeiro global. "Os líderes prometeram se responsabilizar por uma reforma ampla e eficaz dos sistemas financeiros e monetários internacionais", segundo um comunicado postado no site do encontro. "Eles concordaram em tomar rapidamente iniciativas apropriadas neste respeito, em consulta com todas as partes associadas e as instituições financeiras internacionais relevantes." As informações são da Dow Jones.

Fonte MSN Notícias

Nota: Provavelmente esta crise poderá ser a última da história, e, se assim for, estaremos a poucos passos para desencadear a última série de profecias descritas na Bíblia. Então virá o FIM!

20 outubro 2008

Assim como Música a nossa Alimentação está ficando cada dia pior

Assim como a música nos foi advertido quanto aos ardis de Satanás, pois a usaria, foi também advertido quanto à alimentação nos últimos dias.

Lamentavelmente, nós como um povo, digo “um” por que já deixamos de ser “o” povo que prega uma vida saudável baseada na Bíblia a muito tempo, e me arrisco a dizer mais, pois brevemente haverá denominações que tomarão essa doutrina para eles, é só assistirem um pouquinho a Rede Record, você já deve saber de quem estou falando. Pregamos uma vida saudável e estamos nos alimentando de tudo quanto é prejudicial. Irmãos, está escacarado em todos os noticiários sobre como viver uma vida saudável, todo mundo diz isso. Precisamos acordar!

Assim como a ciência está mostrando os efeitos da música no cérebro, a mesma ciência tem mostrado os efeitos de uma alimentação utilizando Pizzas, Hambúrgueres, Hot Dog, Refrigerantes, Carnes, Catchup, Maionese, Frango e outros tipos semelhantes utilizados pelo nosso povo. Os efeitos de uma alimentação desta maneira tem sido desastrosa para a saúde do ser humano. O mundo está pregando sobre os efeitos da música e sobre os efeitos deste tipo de alimentação, eles estão cumprindo a nossa tarefa. Deveríamos nos envergonhar.

Como podemos pregar sobre uma alimentação saudável se estamos absurdamente gordos e fazendo de nossas mesas um banquete à intemperança? Como você ficaria ao pregar sobre saúde para um vegetariano incrédulo? Qual seria a reação dele ao ver você, que se diz defensor de uma vida saudável, comendo tudo que é dito pela ciência como prejudicial?

Leia estas declarações:

A abnegação, humildade e temperança requeridas dos justos, a quem Deus de maneira especial guia e abençoa, deve ser apresentada em contraste com os hábitos extravagantes e destruidores da saúde dos que vivem neste século degenerado”.
Conselhos Sobre regime alimentar, pág. 71.

Você consegue entender esta declaração?

Nossos hábitos de saúde estão em contraste com os hábitos extravagantes e destruidores da saúde dos que vivem neste século? Ou estamos comendo o que eles estão comendo? Ei, Psiu! Ellen White não está falando de carnes imundas e limpas, ela está falando de hábitos alimentares saudável, pois muitos estão se privando apenas de não comer os alimentos proibidos descritos em Levítico 11, a reforma de saúde vai além de tudo isso, muito mais além, você e eu sabemos disso.

Aos sábados a noite onde você se encontra com seus amigos? Quando você pensar em sair para comer alguma coisa onde você vai? O que você compra no supermercado? Veja a sua lista de compras, o que tem nela? Abra sua geladeira e veja que tipo de alimentos você tem?

Quando pregamos sobre alimentação o Título da Lição da Verdade é: Saúde Total. Não é engraçado? Saúde Total. Como ter saúde total nos alimentando dá forma como estamos? Não estamos sendo hipócritas? Ou isto não é hipocrisia?

A alimentação tem fator determinante em nossa mente e corpo, isto é cientificamente provado. Aqueles que não conseguem dominar seu apetite não conseguem ter domínio próprio.

Coloque-se no lugar de Satanás, só por instante: Você sabe que o Filho de Deus virá para lhe vencer definitivamente e você terá a chance de tentá-lo, pois se ele cair você sairá vencedor para sempre, era um caso de vida ou morte para ele, o que você faria? Iria enfrentá-lo sem preparação ou preparar-se-ia muito para enfrentá-lo? Satanás se preparou durante quatro mil anos, pois desde a queda de Adão e da primeira profecia messiânica em Gênesis 3:15 até o nascimento de Cristo foram quatro mil anos (Desejado de Todas as Nações, pág. 49.) Satanás preparou as mais severas tentações durante quatro mil anos e as colocou em ordem sendo a primeira justamente o apetite. Você percebe a importância do apetite nos últimos dias da história deste planeta? Principalmente sabendo Satanás do pouco tempo que lhe resta? (Apocalipse 12:10-12).

Está Satanás a investir todas as suas fichas em atingir nossa mente e corpo nos deixando debilitados para nos vencer no ataque final. Ele investe na música, na TV e em toda a alimentação para poder atingir-nos, são meios pelos quais ele tem acesso à nossa mente. Daniel Spencer deixou claro sobre a música e TV, mas alimentação também tem sido dirigida da mesma maneira.

As grandes empresas que produzem alimentos são administradas por qual tipo de pessoas? O mundo inteiro jaz de quem? Você entende que Satanás está a reger tudo isso para lhe atingir?

Não foi à toa que Ellen White disse que o povo de Deus deveria realizar uma reforma de saúde como nunca antes do retorno de Cristo. Irmãos tudo está contaminado, a única maneira segura de nos alimentar é produzindo nosso próprio alimento ou adquirindo de fontes confiáveis. A melhor maneira é a mais natural possível.

É hora de preparar-nos para o grande confronto, é hora de manter espírito, mente e corpo puros e longe das contaminações do mundo.

Se já houve tempo de realizarmos a reforma de vida, esse tempo é precisamente este que estamos vivendo.

Nós somos o povo. Esta é a Igreja de Deus. Mas precisamos nos preparar urgentemente, pois, caso contrário, não entraremos nas bodas.

Cientistas descobrem um inesperado poder da música

Mais de sete mil corredores de uma meia-maratona que ocorreu em Londres, no Reino Unido, no início de outubro, estavam sob o efeito de um poderoso estimulante para aumentar a performance: a música pop. Pesquisadores identificaram que algumas trilhas sonoras podem ser até mais poderosas e eficientes para o desempenho de atletas do que substâncias ilegais que são encontradas com freqüência em exames antidoping.


Segundo Costas Karageorghis, consultor de psicologia do esporte da Universidade de Brunel, na Inglaterra, e autor da pesquisa, para avaliar os competidores, uma canção foi tocada eventualmente durante o percurso de 20 km por 17 vezes. Quando a intensidade física começa a diminuir é o momento em que os efeitos se tornam mais eficazes, de acordo com o especialista. Por isso, os participantes não escutaram a canção constantemente.


Em entrevistas ao final da corrida, os competidores consideraram o procedimento muito divertido e inspirador. Apesar da forte chuva e do vento, Karageorghis identificou que a música traz uma motivação extra aos atletas, mesmo que alguns não esteja participando do evento de forma coesa. "A necessidade psicológica de obter algo satisfatório estimulou os competidores a criar um elo comum com a meia-maratona", considera.


O pesquisador constatou ainda que a música também é uma ótima maneira de regular o humor, tanto antes como durante as atividades físicas. "Muitos atletas se apegam à música como se fosse uma droga lícita, utilizando-a como estimulante ou sedativo. A excitação também pode se reduzir no caso de se ouvir uma canção mais lenta", afirma.


A relação com o desempenho atlético é apenas um exemplo dos avanços médicos que os cientistas buscam analisar para compreender melhor o incrível poder da música sobre a mente e o corpo. Eles acreditam que essa força é capaz de acabar com dores, reduzir o estresse e aumentar a capacidade cerebral das pessoas....


Música e exercíciosCostas Karageorghis explicou os efeitos da música quando se está praticando atividade física em um ginásio. Primeiro, ela reduz a percepção em cerca de 10% de como a pessoa está se saindo durante a baixa intensidade da atividade. No caso de alta atividade, a música não funciona tão bem porque o cérebro fez com que se preste atenção aos sinais de estresse fisiológico.


Em segundo lugar, a música pode influenciar o humor, elevando potencialmente os seus aspectos positivos, como a energia, entusiasmo e felicidade, e reduzindo a depressão, tensão, fadiga, raiva e confusão.Em terceiro lugar, a música pode ser usada para definir o ritmo do indivíduo, como no caso do etíope Haile Gebrselassie, que escuta a canção tecno "Scatman" nas competições - o atleta conquistou o ouro nos 10 mil metros dos Jogos Olímpicos de Sidney, em 2000. O último efeito, segundo Karageorghis, é o de que a musicalidade pode superar o cansaço e controlar a emoção durante uma competição.


Fonte - Terra


Nota DDP: A ciência está ratificando aquilo que temos, como povo, ignorado, logo nós que deveríamos nos cercar dos maiores cuidados frente aos ardis que são transmitidos através da manipulação da música. Neste sentido, além de tudo quanto já falado neste sentido aqui, interessante ler o artigo "A música e a guerra entre Cristo e Satanás para dominar a mente do cristão", no blog do Gilberto Theiss, bem como as pesquisas recentes do Prof. Sikberto Marks em "Adoração a quem?".

O pacote dos EUA

Artigo veiculado no site Mídia sem Máscara. Eu até estava achando bem interessante:

"...O monstro estatal é o maior matador de homens que já surgiu no planeta. O paralelo com a crise de 1929 se impõe e nunca devemos esquecer que o ciclo daquela crise só se fechou com a II Guerra Mundial.

Eu me pergunto o que acontecerá politicamente nos Estados Unidos quando essa imensa classe média, que vivia ricamente, sem trabalhar, comprando e vendendo ações de seu computador pessoal, instalado em sua poltrona, descobrir que a brincadeira acabou. The game is over. Quando ela, a classe média, descobrir que seu imóvel não vale nada, que não tem comprador para ele, mas a sua hipoteca continua valendo. Essa gente vai entrar em desespero e toda vez que a classe média entra em desespero temos o caminho semeado para as tentações totalitárias. Nada de bom acontece quando a classe média se desespera e ela só pode escapar ao desespero quando os demagogos são desacreditados e os verdadeiros líderes assumem o comando da situação. A democracia só poderá sobreviver sob a liderança de gente moralmente superior. Onde estão esses líderes? Onde estão os homens egrégios? Não os vejo, vejo apenas demagogos falar à multidão.

Essa crise poderia ter acontecido anos antes. A dádiva do grande aumento da produtividade associada às inovações tecnológicas, no campo da informática e das telecomunicações, retardou o ajuste, que finalmente chegou.

Leia agora na revista Veja que acabou de chegar às bancas: “Com a aprovação do pacote de ajuda, Tio Sam salvou o mundo do colapso e será possível, primeiro, medir o tamanho do estrago e, em seguida, empreender a caminhada de volta na reconstrução dos mecanismos americanos e globais de produção de riqueza”. Nessa frase está o senso comum, a grande mentira. O Tio Sam não salvou coisa alguma e não haverá reconstrução que não seja um retorno à economia natural. E qual é esta? É a liberal, aquela que está na Bíblia: “Comerás o pão com o suor do seu rosto”. O pacote tenta precisamente escapar do real, é ele próprio o foguete a levar os homens lunáticos à lua. Um grande desastre. Seria cômico se não fosse trágico.

"Até aqui, estava tudo bem, é um pouco disso tudo mesmo, mas na sequência o articulista saiu-se com essa:

"Qualquer arranjo fora desse preceito natural é artificial, irracional e alucinado. Não haverá melhora alguma se as bases racionais da sociedade não forem restauradas. Isso equivale a uma radical mudança na maneira como as massas vêem o Estado, de um bondoso provedor de benesses para o autor da grande tragédia. É tarefa para um Moisés converter as massas, alguém que traga as tábuas da Lei e mande destruir os bezerros de ouro. Os homens precisam parar de fazer seus sacrifícios a Baal. Chega de impostos! Chega de regulamentos! Chega de guardas na esquina dizendo o que as pessoas adultas devem fazer! Chega de Estado!"

Sei que é uma metáfora, mas definitivamente, parece que o interfaceamento da crise econômica com a crise moral, como vem pregando incessantemente o Vaticano, já se instala também entre os pensadores deste estado de coisas em que vivemos...

Fonte Diário da Profecia

Líder religioso afirma que Deus está castigando os EUA

Num discurso polêmico e político, em que só não falou as palavras "Barack" e "Obama", o líder religioso radical Louis Farrakhan disse que "Deus está causando problemas aos EUA", sugeriu que o candidato democrata era o novo enviado para ajudar a população negra e que o país está "pronto para mudança real".

Em uma rara aparição pública, o convalescente líder da igreja da teologia negra Nação do Islã comparou o candidato democrata ao fundador do movimento, que também era filho de branca com negro, e mencionou passagem do "Corão" em que o profeta Maomé diz que em seu caminho ao paraíso ouvia os passos de um etíope.

"O povo está cansado do governo e procurando mudança real", disse ele na tarde de ontem durante a reabertura da histórica mesquita Maryam, em South Side, bairro pobre ao sul de Chicago. Ele citou o livro do Apocalipse para dizer que coisas novas viriam, e perguntou: "Um novo governo? Uma nova Constituição? Uma nova pessoa? Porque sabemos que a mudança na liderança política é absolutamente necessária" [...]

Fonte: Folha de São Paulo, 20 de outubro de 2008.

Leia também: "Irã: crise financeira é castigo divino".

Fonte - Minuto Profético

Mudança climática é mais rápida e grave do que se temia, alerta WWF

ONG ambientalista compilou dados recentes sobre aquecimento global.Em relatório, organização pede meta mais ambiciosa para reduzir gases.

A mudança climática é mais rápida e profunda do que se previa até agora, diz uma compilação das últimas pesquisas publicada hoje pelo Fundo Mundial para a Natureza (WWF, em inglês). Por isso, a organização faz um apelo à União Européia (UE) para que "assuma suas responsabilidades" e aumente de 20% para 30% a redução de gases do efeito estufa para 2020.

No ano passado, o Painel Intergovernamental sobre Mudança Climática (IPCC), ganhador do Prêmio Nobel da Paz, publicou um relatório com opiniões de 4 mil cientistas de 150 países que alertavam para uma "nova época climática" na qual a temperatura global poderia subir 6 graus Celsius até 2099.

No entanto, apenas um ano depois os avanços na pesquisa mostram um panorama ainda mais preocupante, como reconhece no relatório da WWF o vice-presidente do IPCC, o professor de Climatologia da Universidade Católica de Louvain Jean-Pascal van Ypersele.

Mar que sobe

Assim, os novos estudos mostram que o aumento do nível do mar, previsto pelo IPCC em 0,59 metro para o final do século, poderia atingir o dobro desta elevação. Na região mediterrânea, temperaturas extremamente altas, como as experimentadas em 2003 (que causaram 35 mil mortes em toda Europa, segundo o relatório), serão três vezes mais freqüentes no final de século. Ao mesmo tempo, haverá um "notável aumento das secas de longa duração" e das secas das terras de cultivo.

Além disso, o degelo do oceano Ártico será uma realidade 30 anos antes do que o previsto, e, pela primeira vez em 1 milhão de anos, poderia acontecer entre 2013 e 2040. O aquecimento global também fará com que os níveis das chuvas e inundações aumentem em quase toda a Europa.

Os recentes estudos falam de um aumento no número e na intensidade dos ciclones sobre as ilhas Britânicas e o mar do Norte, que se transformarão em furacões e tempestades no oeste e no centro da Europa, enquanto as geleiras nos Alpes suíços continuarão desaparecendo.

Mais ambição

"Está claro que a mudança climática está tendo um impacto maior do que a maioria dos cientistas tinha previsto, por isso é vital que a resposta internacional seja ainda mais ambiciosa", afirma o professor Ypersele, que considera a redução de 20% das emissões prevista pela UE "insuficiente".

Os ministros de Meio Ambiente da UE devem debater amanhã em Luxemburgo alguns dos pontos mais complicados do plano europeu contra a mudança climática, pressionados pela necessidade de resolver o mais rápido possível as diferenças entre os países para poder chegar a um acordo em dezembro.

A crise financeira ameaça frear as medidas projetadas, como já evidenciou a cúpula que os líderes da UE realizaram nas últimas quarta e quinta-feira, quando cerca de dez países pediram uma redução desses compromissos.

Fonte Portal G1

Nota: Tudo, tudo e muito mais já foi dito sobre isto. Digo que é hora de decisões concretas e conscientes na busca de uma preparação baseada na verdade e cheia de certeza, e não baseada em emoções produzidas por pessoas temerosas de que o mundo vai acabar em breve.

Avião 'quase se chocou com Ovni' em 1991 na Inglaterra

Relato é parte dos arquivos secretos divulgados pelo Ministério da Defesa britânico.

Um avião de passageiros da companhia aérea italiana Alitalia quase se chocou com um Ovni (Objeto Voador Não Identificado) quando sobrevoava a cidade inglesa de Kent, em 1991, de acordo com arquivos do Ministério da Defesa britânico divulgados nesta segunda-feira.

Segundo o registro, divulgado pelo Arquivo Nacional, o piloto do avião gritou "Olha isso, olha isso!" para o co-piloto ao ver um objeto marrom parecido com um míssil passar rapidamente por cima da aeronave.

De acordo com o capitão, o objeto teria passado a cerca de 300 metros acima do avião. Logo depois da aparição, a torre de controle afirmou ao piloto que o único objeto identificado pelo radar estaria a cerca de 10 milhas náuticas atrás do avião da Alitalia.


Investigações das aviações civil e militar não conseguiram explicar o caso. Depois de determinar que o objeto não se tratava de um míssil, balão ou foguete, o Ministério da Defesa fechou a investigação.

Arquivos

O incidente em Kent é um dos 19 arquivos sobre aparições de Ovnis que cobrem os anos de 1986 e 1992 e podem ser baixados do site dos Arquivos Nacionais da Grã-Bretanha.

O governo britânico deve liberar cerca de 200 arquivos sobre as aparições ao longo dos próximos quatro anos. Em maio, os primeiros oito arquivos foram revelados, cobrindo os anos de 1978 a 1987.

Entre os arquivos revelados nesta semana está ainda o relato de um piloto da Força Aérea americana que teria recebido uma ordem de atirar em um Ovni que apareceu em seu radar enquanto sobrevoava a região de East Anglia, no leste da Inglaterra.

Há também uma carta de uma mulher, afirmando ser do sistema planetário Sirius, que diz que sua nave caiu na Grã-Bretanha durante a Segunda Guerra Mundial.

Para o especialista em Ovnis da Universidade Sheffiel Hallam, David Clarke, os documentos oferecem novas informações sobre aparições pouco conhecidas.

"O assunto é deturpado por charlatões e lunáticos e por isso é um crime contra a carreira profissional ter seu nome associado aos Ovnis, o que é uma pena", disse.

"O Arquivo Nacional está fazendo um trabalho fantástico. Cada um pode ter sua própria interpretação", afirmou Clarke.

"Agora é possível olhar para o material primário - as coisas que o Ministério recebe todos os dias - e formar sua opinião", concluiu.


Nota: Satanás está prestes a fazer aparições muito mais significativas e proféticas. Estou só especulando. Mas precisamos nos preparar para qualquer maneira que ele possa vir aparecer como um Falso Cristo. Será que ele pode está planejando aparecer vindo do espaço, falsificando a verdadeira vinda de Cristo? Não sei. Mas ele é capaz de tudo para conduzir muitos para a perdição. Fiquemos alerta. De uma coisa eu tenho certeza, Cristo voltará vindo sobre as nuvens com Poder e Glória, isso sim.

Crise financeira põe grandes economias a caminho da recessão

Turbulência 'enxugou' recursos para financiamento do crescimento.Banco Central francês já admitiu que país vive recessão técnica.

Passado um mês da quebra do banco norte-americano Lehman Brothers, que foi o estopim da fase mais grave da crise financeira internacional, o mundo se volta aos efeitos mais duradouros do problema: a possibilidade, cada vez mais real, de que grandes economias venham a entrar em recessão.

Com os grandes bancos registrando prejuízos decorrentes dos "créditos podres" do mercado imobiliário norte-americano, os recursos secaram. As instituições desconfiam da capacidade de pagamento umas das outras e quem tem dinheiro não se arrisca a emprestá-lo. Sem recursos para financiar seu crescimento, as empresas reduzem o ritmo, servindo de freio à economia.

Leia mais em: Portal G1

16 outubro 2008

Fome ameaça 1 bilhão de pessoas (Oxfam)

LONDRES (AFP) — Quase um bilhão de habitantes dos países em desenvolvimento estão sob a ameaça da fome, devido à alta dos preços dos alimentos, revela nesta quarta-feira um relatório da organização humanitária britânica Oxfam.

A inflação galopante nos preços dos alimentos básicos, como arroz, levou em 2008 mais 119 milhões de pessoas a uma situação de fome, afirma esta organização, em seu relatório publicado por ocasião do Dia Mundial da Alimentação, na quinta-feira.

Segundo a Oxfam, 967 milhões de pessoas sofrem com a fome.

Barbara Stocking, diretora-geral da Oxfam, estimou que a alta dos preços dos alimentos terá um efeito "devastador" em determinadas populações, e citou o caso do aumento de 300% no preço do trigo na Guatemala, e da duplicação dos preços da farinha e do arroz no Camboja e nas Filipinas.

A Oxfam fará um apelo na quinta-feira para arrecadar 19 milhões de euros para financiar operações de assistência.

A Organização das Nações Unidas para a Agricultura e a Alimentação (FAO) assinalou hoje que a fome aumentou muito nos últimos meses e já atinge 923 milhões de pessoas.

Este número cresceu em 75 milhões de pessoas em menos de dois meses, segundo a FAO.

Fonte AFP

Nota: E ainda aumentará mais, não estou sendo pessimista, estou apenas sendo realista, pois para isso o mundo está caminhando e a Bíblia assim informa. O fim está chegando! "Já ouço os passos de um Deus que se aproxima".

PESQUISA: OS CATÓLICOS LÊEM MAIS A BÍBLIA

Cidade do Vaticano, 15 out (RV) - Nos últimos 40 anos, após o Concílio Vaticano II, os católicos “extinguiram” a distância que os separava dos protestantes na leitura da Bíblia: foi o que disse ontem de manhã Dom Vincenzo Paglia, presidente da Federação Bíblica Católica, apresentando os resultados de uma pesquisa sobre a leitura da Sagrada Escritura em doze países do mundo.

A pesquisa, que se realizou entre novembro de 2007 e julho de 2008, levou em consideração 9 países do hemisfério boreal: Estados Unidos, Reino Unido, Alemanha, Holanda, França, Polônia, Rússia, Espanha, Itália e 3 países do hemisfério austral: Argentina, Filipinas e Hong Kong.

O Concilio Vaticano II deu impulso à leitura individual e comunitária da Bíblia por parte dos católicos, uma experiência até então não era muito presente, ao contrário do mundo protestante, onde o conhecimento direto das Escrituras foi sempre um elemento central da fé.

Os dados que emergiram – explicou Dom Paglia, destacam o notável caminho realizado particularmente pelos católicos: nos últimos 40 anos foi extinguida a distância que se tinha, por exemplo com o mundo protestante”. “Surpreende – acrescentou – a atenção às Escritura que se verificou na Rússia européia”.

O coordenador da pesquisa, Luca Diotallevi, explicou que os dados recolhidos “abrem uma fresta” na diferença da leitura da Bíblia entre católicos e protestantes. (SP)

Fonte Rádio Vaticano

Nota: Por este motivo, cada vez mais, os católicos descobrem a verdade e tomam a decisão correta e muitos ainda tomarão, pois ainda existem muitos sinceros. "...conhecereis a Verdade de a Verdade vos libertará" - disse Cristo.

A RELIGIÃO COMO ARMA DE DESTRUIÇÃO EM MASSA

Teerã, 15 out (RV) - "O extremismo religioso se tornou uma arma de destruição em massa": foi o que disse a ex-presidente irlandesa Mary Robinson no encerramento da conferência internacional "A religião no mundo moderno". A conferência se concluiu ontem em Teerã, capital do Irã, e foi promovida por várias organizações internacionais.

Robinson pediu "mais diálogo entre representantes políticos e religiosos, para aplacar as tensões e prevenir os conflitos que agitam o mundo".

Por sua vez, o ex-presidente iraniano Mohammed Khatami pronunciou palavras de esperança. Ele disse: "A religião pode ajudar a humanidade nos momentos críticos da história, sem prejudicar os resultados positivos obtidos pela civilização humana". E convidou os expoentes religiosos "a buscar todos os modos possíveis para criar uma coexistência pacífica e prevenir os conflitos".

Já o ex-presidente português Jorge Sampaio recordou que, recentemente, a religião tem sido vista como uma fonte de hostilidade e de ódio. Mas, para ele, promover a idéia de que religião seja uma das principais fontes de violência no mundo não é somente injusto, mas também perigoso, porque distrai a nossa atenção das raízes políticas e sociais da maior parte dos conflitos. (BF)

Fonte Rádio Vaticano

Nota: "A religião servirá para ajudar a humanidade nos momentos críticos", como esses que estamos vivendo: violência, crises, fome, desastres, guerras, epidemias, terrorismo e tudo mais. Mas o extremismo religioso não será tolerado, mas sim combatido. Note que as religiões estão em busca de algo que os une para salvar o planeta dos males que o assola. Qualquer pessoa que pronunciar alguma frase contra esta união será tido como extremista e contra o bem-estar da humanidade. O terreno tem sido preparado. A mente da humanidade tem sido regada com esses pensamentos, para que, quando for realizado o golpe final, todo mundo esteja de acordo. A minha preocupação é que o mundo está pronto para realizar este assalto final, o terreno está pronto, as mentes estão aceitando as determinações que estão sendo dadas, os corações estão prontos para dizer: Se não querem salvar o planeta então devem morrer. Tudo está preparado, menos o povo de Deus. Conhecer o tempo em que vivemos é importante, conhecer as profecias é essencial, mas todo esse conhecimento será inútil se não partirmos para a parte prática agora!

Deus quer pessoas que tomem decisões sinceras, sem partir para a emoção, é hora de adorar a Deus em espírito e verdade. É hora de colocarmos a vida em pleno trabalho para terminarmos a obra a muito tempo neglicenciada.

Quando lembro da história de Noé onde só foram salvas oito pessoas, que Cristo compara os tempos de Noé com os últimos dias, unindo com o que Ellen White diz "que nem um entre vinte irmãos escritos nos livros da igreja estão preparados", temos que ter em mente que realmente serão muito poucos os salvos, principalmente sabendo que maior parte dos salvos se converterão no Alto Clamor. Isto me faz tremer. Oro todos os momentos para que Deus possa me concerder forças e também à minha família para resistirmos de pé. Todos devem fazer o mesmo, pois "muitos são chamados, mas poucos os escolhidos". Lembre-se de que quem se faz escolhido somos nós, então só depende de você e de mim, pois o resto Cristo já fez.

A Igreja precisa acordar!

Creio que Deus já tem despertado seus filhos nos quatro cantos do mundo para a batalha final, principalmente pela quantidade de e-mails que tenho recebido, mas ainda está faltando filhos sinceros acordar.

Preparemo-nos já!!!

Jovens agarram desafio do ecumenismo

Com o tema "Alegres na esperança", realiza-se a 25 de Outubro, na Quinta da Matinha, Marrazes - Leiria, o X Fórum Ecuménico Jovem. Organizam quatro Igrejas: católica, lusitana, metodista e presbiteriana.

No ano que marca o centenário da caminhada ecuménica, jovens e outros agentes pastorais das diversas Igrejas reúnem-se pelo décimo ano consecutivo. O objectivo é a reflexão sobre os desafios do trabalho ecuménico. Sobre a mesa, estarão temas como a interculturalidade, a oikologia e a espiritualidade.

Paulo, fazendo eco das palavras de Cristo, dá o mote ao fórum: «Alegrai-vos na Esperança, sede pacientes na tribulação, perseverai na oração» (Rm 12, 12). Animados pela experiência dos anos anteriores, os participantes procuram uma nova oportunidade para demonstrar que é mais aquilo que os une do que o que os separa.

Fonte Fátima Missionária

Nota: Todo mundo está pedindo isso, todos. Quanto tempo demorará para se concretizar? Creio que o tempo está chegando, se não já chegou.

A Música na igreja

A música é um poderoso recurso para inúmeras utilidades. Serve tanto para aproximar da pureza de DEUS quanto para o sensualismo mundano; para ensinar preciosidades como para aviltar; para elevar culturalmente como para rebaixar o comportamento moral, para separar do mundo e aproximar de DEUS como para associação com o mundanismo, para louvar a DEUS como para homenagear a satanás. Tudo na vida que se faz com música não é igual ao que sem faz sem ela. Sempre há algum tipo de propulsão havendo música. Poderosa, influencia a nossa mente, é forte recurso para a formação de princípios e hábitos de vida, seja para o bem, seja para o mal. A música jamais é neutra, ou é útil para elevar nossos referenciais de vida, ou para rebaixá-los.

Tendo isto e mente, estamos bastante tristes quanto a música que está entrando na nossa igreja. Decidimos estudar sobre o assunto, e como resultado, ficamos perplexos e preocupados com as tendências. Algo terrível está em andamento. É algo que foi profetizado, portanto, merece respeito consideração. Se é profecia, devemos estar atentos, pois ela se cumprirá. Ou, já está se cumprindo.

Decidimos contribuir para orientar sobre o assunto: música na igreja, dado que ela tem como foco louvar a DEUS e também nos aproximar d’Ele, bem como nos educar para sermos cidadãos do Reino de DEUS na vida eterna. A música de louvor deve contribuir nessa direção, outras músicas, nem tanto, ou positivamente fazem o contrário. Isso será feito por meio deste site, nessa seção específica sobre música. Aos poucos iremos colocar informações buscando ajudar a esclarecer sobre o louvor que DEUS deseja. Louvor não é questão de gosto. Louvor é uma definição feita por DEUS, e não somos nós que decidimos como deve ser esse louvor.

Sentimos a responsabilidade de nos posicionar, pois se nos omitirmos, um dia DEUS, e também quem sabe muitos irmãos, nos cobrarão pelo que sabíamos e não dissemos. Essa cobrança pode acontecer quando já for tarde demais.

Não é intenção polemizar, nem condenar, nem combater esta ou aquela pessoa. Pelo contrário, a intenção é sinceramente evitar que o estrago que certos tipos de música vem causando na igreja piorem a situação. Por exemplo, ela já dividiu o ministério, há líderes que não a admitem, e há os que a defendem. O que resta então aos assim chamados leigos no meio dessas posições cruzadas?Há uma profecia de Ellen G. White preocupante sobre música na igreja. Essa profecia é um dos indicadores para se saber se estamos ou não no final dos tempos. Julgamos que seria boa a leitura do capítulo três (p. 31 a 39) do livro Mensagens Escolhidas, volume 2. Anexamos esse capítulo nessa seção, sob o seu título: “‘A doutrina da ‘carne santa’”. Ali descreve o que já aconteceu em Indiana no ano de 1900, e que se repetirá, um pouco antes do final do tempo da graça. Cremos sinceramente que isto já está acontecendo. A música já está aí, entre nós, faltam só a dança e os gritos, pois os tambores já estão rufando com seu som bem típico. Conforme a profecia, os gritos e a dança ainda virão. Mas aqueles que desejam ser salvos, disso não participarão, é evidente. É uma impressionante profecia que já se cumpre há alguns anos. Ou seja, JESUS está muito próximo de retornar. Mas essa música certamente não contribuirá para que alguém seja salvo. DEUS não lançará mão de instrumentos desenvolvidos pelo inimigo para transformar mentes e corações para seres capazes de louvá-Lo pela eternidade, no Céu, com música ritmada para distrair a mente e ativar os músculos.

Em 1900, em Indiana doutrina da ‘carne santa’ era uma demonstração física em que gritavam, pulavam ou dançavam até que alguém caísse exausto e inconsciente. A carne desse, seu corpo, era considerada santa, ou seja, sem pecado. Portanto estava salvo. Mas para que se excitassem, e para que tivessem energia para pular, dançar e gritar, usavam música adequada para esse fim. Os instrumentos eram: órgãos, flautas, violinos, tamboris, buzinas e um grande tambor baixo. Os tambores faziam o ritmo e a batida para dar energia aos músculos. Assim como se faz hoje nas academias, nos bailes, nas baladas e outros locais. Tudo acontecia lá em Indiana com som alto para dominar os sentidos e aviltar a racionalidade. A letra não interessava, valia o volume do som da música e o que o seu ritmo sugeria ao corpo que fosse feito. A música trocava a racionalidade pela êxtase do corpo. E por que os gritos? Pode alguém cantar suavemente tendo por fundo batidas de tambores?

Isso se repetirá, disse EGW, um pouco antes do fechamento da porta da graça. “As coisas que descrevestes como ocorrendo em Indiana, o Senhor revelou-me que haviam de ocorrer imediatamente antes da terminação da graça [nos dias da forte ação do ESPÍRITO SANTO]. Demonstrar-se-á tudo quanto é estranho. Haverá gritos com tambores, música e dança. Os sentidos dos seres racionais ficarão tão confundidos que não se pode confiar neles quanto a decisões retas. E isto será chamado operação do Espírito Santo” (Mensagens Escolhidas, v2, 36). Ou seja, antes do fim, exatamente quando o ESPÍRITO SANTO deverá agir mais intensamente, satanás confundirá a muitos repetindo aquilo que aconteceu em Indiana. Pensarão mesmo que é ação do ESPÍRITO SANTO em suas vidas. Nas igrejas pentecostais e carismáticas isso já está acontecendo, faz tempo. Na nossa ainda irá acontecer. Para esse fim, satanás já logrou êxito introduzindo a música gospel na igreja, até, nos CDs jovem. Os tambores já estão entre nós, seja em playback, seja em baterias eletrônicas, seja, em alguns casos, em baterias tradicionais. Falta o que? As danças e os gritos. Será a parte mais fácil, uma vez que a música já foi aceita. A profecia falhará nesse particular? As danças e os gritos não se cumprirão nessa profecia? A profetiza falhará dessa vez?

Essa música ritmada e batida, em som alto, contribui para preparar os jovens, e também aos demais, que sejam sacudidos quando as leis dominicais apertarem. Nesse tempo eles irão para onde? Para o movimento do Ecumenismo, onde música assim já está em estágio mais avançado. Onde manifestações espirituais do falso reavivamento já estão se manifestando intensamente, em meio a muita emoção e milagres. Pensam que se preparam para louvar a DEUS, mas estão se acostumando com o ritmo do mundo. O efeito dessa música nesses dias não será para dizer: te tornaste em carne santa, e sim, recebeste o ESPÍRITO SANTO. Pouca é a diferença. Mas qual o efeito? Recebeu o espírito, mas não o santo, e sim, o do inimigo. É o espiritismo que está em alta, e vem com muita força para enganar. Vem para atrapalhar, se possível inviabilizar a proclamação do alto clamor. Vem para tentar impedir a proclamação da iminente vinda de JESUS.

Atentem para o que a profetiza para os últimos dias disse mais: “É melhor nunca ter o culto do Senhor misturado com música do que usar instrumentos músicos para fazer a obra que, foi-me apresentado em janeiro último [no caso de Indiana, em 1900], seria introduzida em nossas reuniões campais. ... Uma balbúrdia de barulho choca os sentidos e perverte aquilo que, se devidamente dirigido, seria uma bênção. As forças dos agentes satânicos misturam-se com o alarido e barulho, para ter um carnaval, e isto é chamado de operação do Espírito Santo.” (Mensagens Escolhidas, v2, 36). “Essas coisas que aconteceram no passado hão de ocorrer no futuro. Satanás fará da música um laço pela maneira por que é dirigida” (Mensagens Escolhidas, v2, 38).

E qual a finalidade dessa música, em nossos dias, na igreja? Já dissemos: confundir a ação finalizadora da pregação com máximo poder do ESPÍRITO SANTO, e obter o controle dessa ação por parte de satanás. Dito sem meias palavras.

A todos irmãos que sinceramente desejam louvar a DEUS como Ele deseja, pois o louvor é Ele que decide como deve ser, desejamos bom proveito nessa seção. Gradativamente colocaremos novas matérias para ajudar a entender o que se passa e o que vem pela frente. Nosso site tem por propósito fortalecer o entendimento das profecias bem como ajudar na preparação da conclusão do evangelho e na recepção de JESUS CRISTO, quando Ele vier, o que cremos, será em pouco tempo.

Se essa música secular com letra religiosa já entrou em nossa igreja, se não é mais possível tirá-la, ao menos que seja possível evitarmos que ela entre em nosso coração e ali domine a nossa mente. Se é profecia que ela viria para esse tempo, então ela virá, e já veio. Ou seria uma música diferente da que já está em nosso meio? Se é uma profecia, então se cumprirá (infelizmente). E ai daqueles por meio dos quais a profecia já está se cumprindo. Felizes aqueles que se mantiverem isentos da culpa do cumprimento de tal profecia. Mas, infelizes também aqueles que se mantiverem neutros nessa questão, vital quanto a adoração a DEUS, ou ao seu inimigo. Muitos poderão perecer porque não foram devidamente alertados. Que não sejamos nós.

Prof, Sikberto R. Marks

Publicado em: 14-10-2008

Fonte - Cristo VoltaráDownload do artigo em formato .doc

Nota DDP: O tema é amplo e, penso que tem sido dada pouca atenção às suas reais implicações, muito pelo contrário, tem se caminhado rapidamente para o modelo pentecostalista, o que pessoalmente me parece um grande, um enorme erro.Em complementação ao estudo supra articulado, podem ser acessados ainda, também de lavra do Prof. Sikberto Marks, os seguintes artigos, indispensáveis:

1) - Princípios da música de louvor

2) - Ellen G. White e a música

3) - A música prevista profeticamente

Outro material que penso deveria ser distribuído em profusão em nossas igrejas para que as pessoas se posicionem conscientemente sobre o tema, que já nos afeta de forma absolutamente clara.

Este post será reeditado todas as quintas-feiras.

15 outubro 2008

Crise financeira pode gerar nova crise alimentar

Apesar de se esperar uma boa colheita de cereais, há 36 países que continuam a precisar de assistência alimentarDepois da crise alimentar, que condenou à fome mais 75 milhões de pessoas além das que já existiam, a crise financeira veio estender mais uma sombra sobre os que já sofriam. Ao receio que estes apertos façam os países doadores refrear os apoios e que o investimento necessário na agricultura estanque, ontem a Organização das Nações Unidas para a Agricultura e Alimentação (FAO) veio alertar que o actual quadro económico pode gerar nova crise alimentar.

Numa declaração feita hoje no Comité da FAO sobre Segurança Alimentar Mundial, o director desta agência, Jacques Diouf, alertou que, apesar de se esperar uma boa colheita de cereais na campanha de 2008, há 36 países que continuam a precisar de assistência alimentar.

Mas sobretudo lembrou que os preços estão a descer, devido a melhores produções mas também ao desaceleramento da economia, o que poderá levar a um desinvestimento nas plantações dos países exportadores. Uma vez que os stocks continuam em baixa, pode haver uma nova subida de preços dos alimentos no próximo ano, alerta Diouf.

“A grande incerteza agora é que a situação nos mercados internacionais e a ameaça de uma recessão leve os países a adoptar medidas proteccionistas e a reavaliar os seus compromissos em relação aos apoios ao desenvolvimento”, disse o director da FAO, citado num comunicado da organização.

Fonte Economia

Bento XVi diz que Bíblia e Tradição da Igreja deve ser levado em consideração

Papa defende leitura das Escrituras à luz da fé

Bento XVI defendeu uma estreita relação entre exegese (interpretação profunda de um texto bíblico) e teologia

Na XII Assembleia do Sínodo dos bispos, o Papa afirmou que só um estudo "iluminado pela fé leva a captar a unidade profunda de toda a Escritura".

Nos cinco minutos em que falou, o Pontífice apontou a necessidade da Bíblia ser interpretada com fé e não apenas ser vista como livro do passado, isto se a unidade de textos das Escrituras e a tradição viva da Igreja não forem levadas em conta.

O Santo padre referiu-se à principal corrente de exegese na Alemanha, "que nega a instituição do sacramento da Eucaristia por parte de Cristo e assegura que o corpo de Jesus ficou no túmulo".

Numa referência à constituição dogmática "Dei Verbum”, Bento XVI assinalou que "a hermenêutica da fé" está a desaparecer e está a ser adoptada "a hermenêutica positivista e secularista, segundo a qual o divino não aparece e na história tudo se reduz ao humano".

Fonte Fátima Missionária

Nota: Agora a tradição da Igreja Católica deve ser levada em consideração assim como as Escrituras Sagradas, o que será que ele deseja com isso? Ele ainda cita a Eucaristia (Celebração na Missa no Domingo como dia de Culto e Guarda - Tradição da Igreja). Novamente repito o que falei no post anterior: O mundo já está pronto para dá o golpe final, porém os filhos de Deus permancem como se nada estivesse acontecendo. ACORDA POVO DE DEUS! Caso contrário Deus virá sobre nós e removerá o nosso candeeiro e ficaremos nas trevas deste mundo. Mas eu creio que os fiéis já se encontram despertando e buscando óleo para as suas lâmpadas.

14 outubro 2008

Papa deseja êxito a encontro de muçulmanos e cristãos

CIDADE DO VATICANO, segunda-feira, 13 de outubro de 2008 (ZENIT.org).- Bento XVI fez chegar ontem aos participantes no Encontro Islâmico-Cristão de Castel Gandolfo um telegrama que expressa seu desejo de que este evento “suscite renovados propósitos cordiais de fraternidade e sincero compromisso em favor do diálogo recíproco no respeito da dignidade de toda pessoa humana”.

No telegrama, firmado pelo cardeal Tarcisio Bertone, secretário de Estado, o Papa conclui invocando o “Deus altíssimo e misericordioso, para que siga guiando sempre o caminho da humanidade no caminho da justiça e da paz”.

A mensagem foi acolhida calorosamente pelos cerca de 200 participantes, muçulmanos e cristãos, do encontro que iniciou na quinta-feira passada, na Mariápolis de Castel Gandolfo, com o tema “Amor e Misericórdia na Bíblia e no Alcorão”.

O evento é promovido pelo movimento dos Focolares e celebra-se desde 1992, ainda que as primeiras iniciativas de diálogo começaram em Magreb, há décadas. No encontro atual, participam representantes de países como Jordânia, Líbano, Turquia, Estados Unidos, Itália.
Entre os conferencistas, destacou-se a participação, no sábado, do cardeal Jean-Louis Tauran, presidente do Conselho Pontifício para o Diálogo Inter-religioso, que falou da importância do diálogo inter-religioso para a paz entre os povos.

O cardeal Tauran explicou em sua intervenção que o diálogo inter-religioso “não tenta estabelecer, com um critério redutivo e sincretista, uma base comum minimalista de verdades religiosas”, mas sim “reconhecer que todos os que estão em busca de Deus ou do Absoluto têm a mesma dignidade”.

Existe, “graças sobretudo aos muçulmanos”, um retorno da religião ao cenário mundial, como contribuição essencial para estruturar a sociedade internacional do século XXI, inclusive mais que as ideologias do século XX”, explicou o purpurado.

“Não se pode entender o mundo de hoje sem as religiões”, acrescentou.

No entanto, precisamente por isso, é necessário que as religiões “não se convertam em fontes de medo, coisa que hoje sucede, infelizmente, por culpa dos fundamentalismos exasperados”, explicou.

“É fato que hoje se mata por motivos religiosos, mas não são as religiões que fazem guerra. Daí nasce a necessidade de pôr as mensagens das religiões a serviço de um projeto de santidade”.
O diálogo entre as religiões, concluiu, deve ser considerado “quase como uma peregrinação”, pois quando “se conversa com um seguidor de outra religião, é necessário ter a atitude de quem se põe a caminho com ele e toma em consideração convicções diferentes das próprias sobre os grandes questionamentos que interpelam o ser humano”.

Não é a própria fé que deve ser questionada, mas a forma de vivê-la na existência concreta”, acrescentou.

Fonte Zenit

Nota: A Religião em alta no mundo globalizado cheio de violência, desastres, crise financeira, fome, pestes e etc. A religião como foi na antiguidade, volta a ser nos dias atuais, um ponto de união entre os povos. Salomão disse: "O que tem sido, isso é o que há de ser; e o que se tem feito, isso se tornará a fazer; nada há que seja novo debaixo do sol. Há alguma coisa de que se possa dizer: Isto é novo? Ela já existiu nos séculos que foram antes de nós". Ec 1:9-10. No passado quando a religião foi ponto de união muitos queimaram na fogueira. Seguindo o mesmo pensamento de Salomão o que você acha que acontecerá novamente?

A pré-angústia chega a cada um como realmente foi previsto, às vezes fico a pensar: até quando teremos que esperar para que eles façam o que tem de fazer? Eu mesmo respondo: Deus ainda não permitiu por que eles, na verdade, já estão prontos, mas nós ainda estamos a dormir. Acorda Laodicéia para que possamos enfrentar o que está sendo preparado! Caso contrário virá e nos encontrará dormindo e ao acordar perceberemos nossas lâmpadas sem Óleo. Deus não esperará até quando desejarmos, pois Ele mesmo disse que poderá vomitar-nos caso não estejamos prontos.

Mais de 100 milhões na pobreza extrema devido a Crise Financeira

Nações Unidas pedem união contra crise global

Subsecretário-geral do Departamento de Assuntos Ecônomicos e Sociais diz que união internacional pode ajudar a retomar crescimento.~

Mônica Villela Grayley, da Rádio ONU em Nova York.

O chefe do Departamento de Assuntos Econômicos e Sociais da ONU, Sha Zukang, pediu à comunidade internacional que coopere para combater a crise financeira mundial.

Zukang fez a declaração, em Washington, na semana passada, durante o encontro anual do Banco Mundial e do Fundo Monetário Internacional, FMI.

Forma Criativa

Segundo ele, é preciso restaurar o crescimento e regularizar o setor financeiro global.

Numa nota, publicada nesta segunda-feira, o diretor-gerente do Fundo Monetário Internacional, Dominique Strauss-Kahn, afirmou que os países precisam agir rápido, de forma abrangente e criativa e em união.

Strauss-Kahn fez o comentário no encerramento da reunião do FMI e do Banco Mundial, em Washington.

Compareceram ao encontro vários ministros das Finanças incluindo representantes do G-7, o Grupo dos Sete Países mais Industrializados do mundo.

O presidente do Banco Mundial, Robert Zoellick, encerrou a reunião afirmando que a crise financeira internacional já lançou mais de 100 milhões na pobreza extrema somente neste ano.

Segundo Zoellick, os países mais pobres serão os mais afetados pela crise.

Fonte ONU

Índia: Resultado da violência deixa marcas em Orissa

Milhares ainda desabrigados, alguns mantendo-se em esconderijos

Dirigentes da Igreja Adventista do Sétimo Dia na Índia relataram que pelo menos 27 adventistas foram mortos em vista da brutalidade anticristã que se desenvolveu na região oriental indiana de Orissa, no final de agosto. Tais líderes disseram que ocorrem ainda distúrbios violentos na área, a despeito de forças policiais patrulharem o Estado.

Choudampalli John, presidente da Igreja Adventista no oriente da Índia, relatou que não teve permissão de entrar nas áreas onde ocorreu a violência extremista. John também disse que alguns adventistas ainda estão em esconderijos nas selvas por temerem retribuição de outros refugiados em acampamentos do governo.

Outros líderes fizeram comentários sobre a gravidade da situação.

Paka Jesurathnam, dirigente adventista em Orissa, relatou que milhares de casas e três dúzias de templos adventistas foram possivelmente destruídos ou vandalizados.

"Avaliar a real perda de vidas e propriedades ... residências e locais de culto é impossível exatamente agora", declarou Jesurathnam. "Ouvir ... relatos pessoas fazem nossos nervos doerem e nosso sangue secar".

O Primeiro Ministro da Índia condenou a violência chamando-a uma "desgraça nacional", segundo reportagem publicada.

Possivelmente, segundo se calcula, uns 50.000 cristãos da região de Kandhamal, no Estado de Orissa, estão espalhados pelos sete acampamentos de refugiados dirigidos pelo governo e pela selva circundante, relatou a agência noticiosa Ecumenical News International.

Extremistas hindus foram acusados de decapitar um pastor adventista em agosto. Samuel Naik, pastor da Igreja Adventista de Phulwani, e sua mãe foram mortos durante a violência anticristã que dominou aquela região da Índia. Dirigentes da Igreja relataram que a esposa de Naik, que anteriormente se noticiou como tendo cometido suicídio, está ainda viva.

A onda de violência ocorreu após atacantes não-identificados matarem um líder religioso hindu e quatro outras pessoas. Os hindus estão acusando os cristãos pelas mortes, enquanto o governo indiano atribui o ocorrido a rebeldes maoístas.

Fonte Advir News

Nota: Quero soliticar que cada leitor deste blog dedique tempo para orar por nossos irmãos que estão sofrendo na Índia. 27 adventistas já foram mortos devido aos ataques de grupos anti-cristãos. Oremos para que Deus possa proteger a todos.

13 outubro 2008

Aquecimento global fará animais migrarem

O aquecimento global obrigará plantas e animais da floresta tropical a migrar para partes mais elevadas na busca de temperaturas mais baixas, segundo estudo realizado na Costa Rica e publicado pela revista "Science".

Nas últimas décadas, pesquisas constataram como pássaros, borboletas e plantas nos Estados Unidos e Europa mudaram seu habitat para o norte rumo às montanhas, onde puderam encontrar temperaturas mais favoráveis a suas necessidades.

No entanto, as florestas tropicais, até agora, não haviam recebido muita atenção no que diz respeito à mudança climática. As regiões ocupadas pela selva, especialmente as que se encontram ao nível do mar, são as mais quentes da Terra, mas também sentirão os efeitos do aquecimento global.

O estudo, dirigido pelo ecologista Robert K. Colwell da Universidade de Connecticut, mostra que desde 1975 a temperatura média nas selvas da América Central e do Sul aumentou mais de 0,75ºC, e a previsão é que dentro de cem anos o termômetro marque 3ºC a mais.

Essa diferença de clima equivale a 600 metros em altitude. Desta forma, no final de século, será necessário subir a esta mesma distância para encontrar a mesma temperatura de hoje. Os pesquisadores afirmam, no entanto, que o desgaste da floresta tropical poderia ser menor do previsto caso estas espécies preservem a capacidade de suportar temperaturas muito altas.

Fonte Primeira Edição

Nota: A natureza está dando sinais para os humanos de que o fim está próximo.

Bento XVI como ponto de União entre Cristãos

CIDADE DO VATICANO, domingo, 12 de outubro de 2008 (ZENIT.org).- O representante da Igreja Ortodoxa da Grécia reconheceu diante do Sínodo dos Bispos o papel do bispo de Roma como sinal de unidade entre os cristãos.

Assim expôs o arquimandrita Ignatios D. Sotiriadis, conselheiro da Representação da Igreja da Grécia na União Européia, ao tomar a palavra neste sábado na assembléia sinodal sobre a Palavra de Deus.

Sua relação foi a mais aplaudida na primeira semana de intervenções na sala do Sínodo.

«Santidade – disse –, nossa sociedade está cansada e doente! Procura, mas não encontra! Bebe, mas não se sacia! Exige de nós, os cristãos (católicos, ortodoxos, protestantes, anglicanos), um testemunho comum, uma voz unida! Esta é nossa responsabilidade como pastores das Igrejas no século 21!»

Deste modo, ele apresentou «a missão primária, histórica e extraordinária do primeiro bispo da cristandade, quem preside na caridade e, sobretudo, de um Papa que é Magister Theologiae (professor de teologia, N. do T.): ser sinal visível e paterno de unidade e guiar, sob a orientação do Espírito Santo e segundo a Sagrada tradição, com sabedoria, humildade e dinamismo, junto a todos os bispos do mundo, co-sucessores dos apóstolos, toda a humanidade a Cristo Redentor!”.

«Este é o desejo profundo de quem guarda no coração a nostalgia dolorosa da Igreja não dividida, Una, Sancta, Catholica et Apostolica! Assim como de quem, em um mundo sem Cristo, dirige-lhe, com paixão, com confiança filial e fé, mais uma vez, o grito dos apóstolos: Senhor, a quem iremos? Só tu tens palavras de vida eterna!», disse o arquimandrita.

Falando do tema da assembléia, o «delegado fraterno» reconheceu que a história da cristandade está cheia de crimes, pecados e erros. Então se questiona sempre o problema da interpretação autêntica da Palavra de Deus.

Ele disse também que não são suficientes as boas intenções para guiar o povo de Deus ao Reino prometido. É necessária a metanoia e a metamorfosis dos nossos fracos corações.

Neste contexto, ele concluiu afirmando que a Igreja vive da fonte da vida que é a Sagrada Escritura. Ela ensina à Europa secularizada o amor pela criação em perigo, o perdão e a reconciliação com quem quer começar uma nova vida, o respeito por toda pessoa humana, feita à imagem de Deus, assim como a paz, a justiça, a igualdade entre o homem e a mulher, judeu ou grego.

Fonte Zenit

Nota: Assim diz a profecia de Apocalipse 13, não podia ser diferente.

Efeitos da crise: UE pode abandonar metas de reduzir poluição

A crise financeira global pode efetivamente levar os países ricos a abrir mão de suas metas para reduzir os gases causadores do efeito estufa. É o caso da União Européia, que já começa a usar a desculpa da crise para evitar um plano mais arrojado de corte das emissões de CO2, no longo prazo.

A UE já tem metas rígidas de redução da poluição: o plano é cortar 20% dos gases de efeito estufa até 2020, e ainda converter a matriz energética para 20% de fontes renováveis (solar, eólica, geotérmica) no mesmo horizonte de tempo.

Uma reportagem investigativa do jornal inglês The Guardian teve acesso a documentos do Conselho da UE, que se reunirá na semana que vem, que acenam que a crise não permitirá que o continente adote metas mais severas, em um futuro acordo global para redução da poluição. A proposta inicial era de que, em um compromisso mundial sobre clima, a EU sairia na frente e adotaria metas de 30% de redução de poluentes.

Um estudo do banco holandês Rabobank apontou que o setor de energias renováveis pode acumular uma dívida de 21 bilhões de euros por ano no processo de expansão de sua produção na Europa. Sem crédito na praça, muitos desses projetos correriam o risco de serem abandonados. O levantamento feito pelos economistas do Rabobank indica que, até 2020, a Europa fará investimentos de 85 bilhões de euros no setor de energias limpas. Mas com a quebra de bancos como o Lehman Brothers e intervenções importantes nos bancos europeus pelos governos, a previsão é de que haverá escassez de financiamentos.

Água fria

Assim, a crise financeira, que já começa a paralisar a economia dos países ricos, pode jogar um balde de água fria no esforço para evitar os danos causados pela mudança climática. Assim, em vez de reduzir a poluição internamente, os países estariam livres para compensar essas emissões comprando créditos de carbono de países como Brasil, China e Índia.

Até seria uma boa oportunidade de negócio para nós. O problema é que a crise global de crédito pode vir a refrear investimentos nesse campo. Isso porque é justamente o crédito para empresas que já dá sinais de escassez.

A questão que muitos especialistas colocam é: sem acordo para o clima, os efeitos do aquecimento global tendem a tomar uma dimensão ainda maior no longo prazo, com efeitos também devastadores para a economia das nações. Após o crack financeiro global teremos um crack causado pela mudança climática?

Fonte Blog da Andrea Vialli

VATICANO CANONIZA QUATRO NOVOS SANTOS

CIDADE DO VATICANO, 11 OUT (ANSA) - Será celebrada amanhã no Vaticano a canonização de quatro novos santos da Igreja Católica, entre os quais uma indiana e uma equatoriana.

A cerimônia está prevista para as 10h locais na Praça São Pedro, que já ostenta imagens dos quatro canonizados: o napolitano Gaetano Errico, fundador dos Missionários dos Sagrados Corações de Jesus e Maria, a suíça Maria Bernarda Buetler, fundadora da Congregação das Irmãs Franciscanas Missionárias de Maria, a equatoriana Narcisa de Jesus Martillo Moran e a freira indiana Alfonsa da Imaculada Conceição, cujo nome de origem é Anna Muttathupadathu. São esperadas para a canonização delegações dos países de origem dos quatro santos, incluindo o arcebispo de Nápoles, cardeal Crescenzio Sepe, e o arcebispo indiano Varkey Vithayathil.

O arcebispo de Nápoles definiu Errico, que viveu na cidade entre 1791 e 1860, como um "santo atualíssimo para nossa cidade", que "nos ajuda a organizar a esperança".

A canonização de freira Alfonsa, por sua vez, tem um significado especial devido às violências sofridas pelos cristãos na Índia. Milhares de peregrinos chegaram hoje à cidade indiana de Bharanangaram, onde a santa foi sepultada.

Diante da igreja da pequena cidade foi instalado um telão que irá transmitir ao vivo a missa no Vaticano. São atribuídos à freira indiana diversos milagres, entre os quais a cura de um menino de um ano, que agora tem nove e estará presente na canonização.

Já a suíça Maria Bernarda Buetler é tida como símbolo da resistência não violenta à perseguição religiosa e é venerada há muitos anos no Equador, onde abriu um monastério com enfermaria e uma escola para crianças. Vítima dessa perseguição, Maria Bernarda foi obrigada a transferir o monastério para a Colômbia, onde morreu em 1924.

Outra figura cultuada no Equador é Narcisa de Jesus Martillo Moran, que, nas palavras do papa Bento XVI, cumpriu sua missão de "difundir serenidade, esperança e otimismo estando próxima a Deus e aos homens". (ANSA).

Fonte Ansalatina

Nota: Nunca nenhum Papa canonizou tantos santos.

A um passo da recessão

Os sinais de uma recessão global, desencadeada pela maior crise financeira desde os anos 30, parecem mais nítidos do que nunca. A percepção dessa ameaça espalhou o pânico nas bolsas de todo o mundo nas últimas duas semanas. Bancos centrais forneceram dinheiro ao mercado e reduziram os juros numa ação conjunta. Os governos americano e britânico anunciaram planos extraordinários de intervenção, mas não conseguiram restabelecer a calma. Na sexta-feira, as ações continuaram despencando e recordes de baixa foram novamente quebrados em Nova York, na Europa e na Ásia. À tarde, ministros de Finanças e presidentes de bancos centrais do Grupo dos 7 (G-7), as maiores economias do mundo capitalista, reuniram-se na sede do Tesouro americano. Nem precisariam dessa reunião para chegar a uma conclusão óbvia: só com a ação coordenada, rápida e ousada dos governos do mundo rico será possível evitar uma retração econômica prolongada.

O diretor-gerente do FMI, Dominique Strauss-Kahn, resumiu a situação muito claramente: o mundo está a um passo da recessão, mas a economia global poderá recuperar-se a partir do final de 2009, se os governos derem agora os passos necessários. O que disse depois foi a repetição do que já dissera em artigo publicado no Estado de ontem. Os primeiros a tomar o rumo por ele apontado foram os governos dos Estados Unidos e do Reino Unido, enquanto os demais, no mundo rico, continuam insistindo em medidas mais limitadas e convencionais.

Mas, como se vê, mesmo as políticas mais corretas levarão algum tempo para influenciar o humor dos mercados. Até aqui, as atenções estiveram concentradas na seqüência de más notícias - quebras de bancos, enormes prejuízos de grandes grupos empresariais, cortes de vagas e retração dos consumidores. Os efeitos da crise na economia real têm dominado a campanha eleitoral americana. O resultado na televisão é notável. Enquanto os candidatos à presidência aparecem, nos comícios, prometendo socorro à classe média, as notícias móveis, na base da tela, mostram a queda contínua das cotações nas bolsas.

A palavra recessão já aparece em manchetes de primeira página na imprensa americana. Os consumidores, já afetados pela crise das hipotecas e pela desvalorização dos imóveis, já falam sobre redução de gastos no Natal.

A palavra recessão foi usada também pela ministra da Economia da França, Christine Lagarde, ao comentar o enfraquecimento da economia francesa. Pela estimativa do FMI, o crescimento francês deve ficar em 0,8% neste ano e recuar para 0,2% em 2009. Na maior parte do mundo rico, segundo o FMI, a expansão econômica será muito próxima de zero em 2009 - e não se descarta a hipótese de um desempenho negativo.

O aspecto menos feio dessas projeções é a expectativa de reação no segundo semestre. Mas essas estimativas foram formuladas com base num pressuposto otimista: os governos tomarão as medidas necessárias e isso deverá abreviar a crise.

O mesmo pressuposto vale para as projeções formuladas para a América Latina. Os países da região poderão crescer pouco mais que 3%, em média, se fortes medidas corretivas, no mundo rico, limitarem a extensão dos danos causados pela crise financeira. Nessas condições, o Brasil poderá chegar ao fim de 2009 sem maiores estragos e com uma expansão em torno de 3,5%, bastante razoável em face da situação global. Mas o País poderá ser afetado, assim como outros exportadores de produtos básicos, pela redução dos preços internacionais das commodities, fato normal em épocas de enfraquecimento da economia mundial.

O que diferencia esta crise das demais ocorridas a partir dos anos 80 são o tamanho da falência dos sistemas financeiros americano e europeu e a extensão prevista de seus efeitos na economia real. Desta vez, como têm repetido os economistas do FMI, as políticas monetária e fiscal, tradicionalmente usadas para a contenção das crises macroeconômicas, não seriam suficientes. Outros governos terão de recorrer a instrumentos financeiros para recapitalizar os bancos e expurgar o sistema de ativos podres, como já fizeram o americano e o inglês. Para efeitos mais duradouros, deverão, naturalmente, levar mais a sério a regulação dos mercados.

Fonte O Estadão

Nota: Ao um passo da volta de Cristo e fim de todas as coisas deste mundo e início da eternidade.

Crise financeira atinge com força finanças de estados dos EUA

Los Angeles (EUA), 12 out (EFE).- A crise financeira deixou vários estados americanos praticamente sem liquidez, entre eles a Califórnia, a maior economia do país, que poderá ficar sem fundos para pagar seus serviços públicos antes mesmo do final do mês.

Os problemas para ter acesso ao crédito que afetam tanto empresas quanto pessoas físicas reduziram a capacidade econômica das administrações públicas, que já anunciaram aumento de impostos, demissão de funcionários e corte de investimentos em saúde e educação.

A situação, à qual a médio prazo mais da metade dos estados do país (29 dos 50) está exposta, segundo dados do Center on Budget and Policy Priorities, se transformou em uma realidade imediata para a Califórnia.

Na próxima semana, o governo estadual de Arnold Schwarzenegger porá à venda um pacote de bônus com o qual espera obter liquidez suficiente para cobrir suas despesas diárias, mas a crise financeira poderia limitar os lucros da operação projetada por este Governo.

John Chiang, um analista econômico independente do Governo californiano, afirmou que o executivo poderá ficar temporariamente sem liquidez em 29 de outubro, caso a operação de bônus não surta efeito.

Para evitar essa situação, Schwarzenegger enviou na semana passada uma carta ao Tesouro dos EUA solicitando o empréstimo de US$ 7 bilhões dos fundos federais.

"Este não é um problema que fica" restrito "a Washington ou Wall Street, tem conseqüências reais em distritos escolares, na hora de oferecer saúde para os maiores, etc", disse o político californiano, que já autorizou a redução do salário de seus funcionários.

Outra dificuldade enfrentada por Schwarzenegger é o enorme déficit de seu estado, que supera os US$ 15 bilhões, que segue sem solução depois da oposição que sofreu a sua proposta de alta de impostos para este ano.

Além disso, as receitas registradas pelos cofres californianas entre julho e setembro foram inferiores ao estimado pelas autoridades em US$ 1,1 bilhão.

Em outros estados do país, como Massachusetts, as administrações públicas a princípio conseguiram contornar o temporal da escassez de liquidez mediante um empréstimo bancário a juros três vezes superiores aos dos créditos que costuma receber.

A crise não só supôs um problema de financiamento, mas aumentou a demanda por serviços públicos e, portanto, as despesas estaduais, principalmente pelo aumento do número de desempregados que recorrem a ajudas públicas, que continua subindo.

No Tennessee, as autoridades previram um corte de pelo menos dois mil postos de trabalho pelo governo.

Em Illinois, houve uma diminuição dos fundos destinados ao bem-estar infantil, saúde mental e outros serviços aos jovens, enquanto em Rhode Island foi reduzida a verba para educação.

Em Nevada, o estado dos cassinos e onde o Governo não tem impostos estaduais, a receita projetada para o ano fiscal 2008 caiu em relação a 2007 12% no consumo, 31% no caso das taxas por transações imobiliárias e 16% em lucro derivado do jogo.

Como conseqüência, foram feitos cortes nas prestações sociais relacionadas com a saúde e a infância.

Em nível mais local, as Prefeituras adotaram igualmente uma política de poupança, com reduções de despesa orçamentária de 5% em Indianapolis e de 2,5% em Nova York, assim como aumento de impostos.

Segundo um estudo recente do Rockefeller Institute of Government, Arizona, Califórnia, Flórida, Michigan e Rhode Island foram até agora os estados que mais sentiram a crise financeira, embora haja previsões de que os problemas se estenderão em breve a Connecticut, Nova Jersey e Nova York. EFE

Fonte Portal G1